Marcadores

Igrejas e Ministérios (134) GRANDES PREGADORES E AVIVALISTAS (40) HERÓIS DE NOSSA ÉPOCA (24) MISSIONÁRIOS QUE MUDARAM NAÇÕES (23) MULHERES DE FÉ (23) MESTRES DA IGREJA (20) EVANGELISTAS E MISSIONÁRIOS (17) GIGANTES DA FÉ (17) PRESBITERIANOS INESQUECÍVEIS (17) BATISTAS FAMOSOS (13) ESCRITORES E PENSADORES (12) REFORMADORES DA IGREJA (10) ANTIGOS METODISTAS (9) FILMES QUE TOCAM O CORAÇÃO (8) O LENDÁRIO EXÉRCITO DA SALVAÇÃO (7) ENTREVISTAS " FABULOSAS" (6) Esses Cristãos Extraordinários (6) HOMENS DE ORAÇÃO (6) MISSÕES (6) OS PURITANOS (6) PIONEIROS NO BRASIL (6) 15 COISAS QUE PRECISO SABER EM TEMPOS DE GUERRA (5) A B SIMPSON (5) LUTERANOS RENOMADOS (5) O Espírito Santo (5) A inabalável Corrie Ten Boom (4) EVANGELISTAS NOTÁVEIS (4) PASTORES E PROFETAS (4) 300 Profecias sobre o Messias de Israel (3) D L MOODY ESTUDOS E SERMÕES (3) O QUE PREGAVAM OS AVIVALISTAS INGLESES DO PASSADO? (3) “Os Deveres Mútuos dos Maridos e Esposas" (3) ENFIM LIVRE Martin Luther King (2) John Wesley usando o dinheiro para nos abençoar (2) Katharina Von Bora Lutero (2) Peter Marshall - Capelão do Senado Americano (2) Robert Hall Glover Pregando sobre Intercessão Missionária (2) SPURGEON (2) Bill Machesney O VERDADEIRO FILHO DO REI (1) Bud Robinson O MONTE MORIAH Lugar de sacrifício (1) Charles Finney (1) J WILBUR CHAPMAN (1) JOHN CENNICK Evangelista Morávio (1) Patricia St. John (1) Ralph Emerson Filósofo Cristão (1) Robert Lewis Dabney (1) Robert Murray M'Cheyne (1) Robert Pearsall Smith (1)

24 de abril de 2016

A PRIMEIRA VINDA DE JESUS, PORQUE ISRAEL NÃO CREU?

A PRIMEIRA VINDA DE JESUS, PORQUE ISRAEL NÃO CREU?
Eu gostava muito quando alguém falava sobre a vinda de Jesus e sobre a participação de Israel nos acontecimentos finais. Paulo afirma que a igreja se  tornaria parte da oliveira de Israel, pois mesmo sendo “oliveira brava... participaria da seiva que vem da raiz da oliveira verdadeira” (Romanos 11:17). Certamente, não podemos substituir para quem essas bênçãos foram originalmente destinadas. Nós, cristãos gentios, fazemos parte da família de Abraão, e somos chamado “concidadãos dos santos e membros da família de Deus” (Efésios 2:19). 



O Messias judeu Se tornou o nosso Messias, visto que também fomos redimidos pelo Seu sangue. Aqueles que buscavam o Messias não O reconheciam; infelizmente, pois eles estavam mais preocupados com as noções preconcebidas de sua velha religião do que com o Messias, ou de como Ele seria. Essas pessoas O viram, mas os seus olhos estavam fechados para a verdade. Miquéias profetizou que Belém seria o lugar de Seu nascimento (Miquéias 5:2). Zebulom e Naftali na Galileia foram apontados por Isaías como lugares que “veriam uma grande luz” (Isa- ías 9:1,2). Zacarias sabia o preço pelo qual Jesus seria traído (Zacarias 11:12,13). O prognóstico de Isaías era que Jesus seria um servo sofredor (Isaías 53). Zacarias até escreveu que um jumentinho o levaria para dentro dos muros de Jerusalém (Zacarias 9.9). Estas previsões são muito óbvias nos dias de hoje, mas a comunidade religiosa daquele dia perdeu completamente a visão das profecias. Jesus disse aos líderes religiosos de Seu dia: “Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito” (João 5:39). 
Jesus aqui fala que eles teriam reconhecido o Messias se tivessem crido em suas próprias Escrituras. Estes eram rabinos que obviamente não liam para aprender, mas para provar que tinham muito conhecimento! A revelação verdadeira vem  do Espírito, por isso devemos buscar experiências profundas com Deus, pois só o conhecimento não é suficiente. Precisamos orar para que os nossos olhos e os nossos corações sejam abertos. Devemos desejar discernimento e revelação. Deus fala para a mente e revela também ao nosso espírito. É importante ressaltar que Suas revelações sempre vêm no tempo certo. Temos de estar dispostos, mas Ele é Aquele que revela. Podemos estar sempre lendo as Escrituras, mas a verdade é que detalhes podem se passar despercebidos aos nossos corações ou aos nossos olhos espirituais se não estiverem abertos.
Cleopas e seu amigo tiveram um problema na estrada de Emaús, na manhã da Ressurreição. Eles olharam perante a face de Jesus, mas não O reconheceram (Lucas 24:16). Só quando o véu foi retirado de seus olhos, que eles entenderam com quem eles estavam falando. Precisamos retirar os nossos véus que nos impedem de ver a verdade! Lídia teve uma experiência parecida num encontro de oração perto de um ribeiro fora de Filipos. Assim que Paulo começou a falar, “o Senhor lhe abriu o coração para que estivesse atenta ao que Paulo dizia” (Atos 16:14). Sem este tipo de ação do Espírito Santo, não temos a chance de receber nada do Senhor. Você sabe a razão que levou o apóstolo Paulo em Efésios a clamar “para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados” (Efésios 1:18) e que “o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele” (v.17)?


Deus usa a linguagem do Espírito. Ele fala aos nossos espíritos através de Seu Espírito. Quando recebemos alguma revelação, vamos a um nível mais profundo do que a mente. O Espírito de Deus impacta todo o conjunto — mente, coração, intenções, e paixões. É por isso que Paulo disse aos romanos que a salvação vem por crer que Deus havia ressuscitado Jesus (Rm 10:9), pois “com o coração se crê para a justiça”. Lucas 21.
equipe elescreram