18 de junho de 2013

J WILBUR CHAPMAN - EVANGELISTA PRESBITERIANO


J WILBUR CHAPMAN
OS PALÁCIOS DO REI

Quando os filhos de Coré, que foram poetas no  Antigo Testamento quiseram nos dar uma idéia da beleza do caráter de Jesus Cristo eles fizeram alusão as coisas excelentes deste mundo: "Todas as tuas vestes cheiram a mirra e aloés e cássia, dos palácios de marfim ressoam instrumentos de cordas que te alegram"Sl 45.8. Pois o quadragésimo quinto salmo é uma imagem do Filho de Deus, a partir do primeiro verso  até o fim. Este salmo apresenta Jesus como aquele que nos agrada das mais diferentes maneiras:

Para o olho, ele é o mais justo, para o ouvido, o mais gracioso, e as suas vestes são tão perfumadas quanto o mais florido campo da primavera.

E o propósito deste pequeno livro, não é só para contar que o Rei morava em  palácios de marfim, mas também para apresentar o grande Palácio da vida de um cristão, à porta da qual ele está hoje nos chamando, dizendo: "Eu vim para que tenham vida e para que tenham em abundância."

A própria ideia de um palácio é a de esplendor. No passado  magníficos palácios foram erigidos neste mundo como o Tuileries na frança, o castelo de Windsor na inglaterra e de Alhambra em Granada na Espanha, mas não são, nem por um momento, para ser comparados com os palácios de marfim de onde ele veio para redimir o mundo.

O poeta do  Antigo Testamento, então, só poderia ter este pensamento em mente: a de que os palácios de marfim celestiais, onde Jesus morava antes de vir a terra  são tão maravilhosos ,que quase não há  palavras para descrevê-los,  e ainda assim, Nosso Senhor deixou esse lugar de esplendor para nascer em um estábulo sem luxo e sem glamour. Tudo isso porque nos ama e não que nos deixar aqui, quando Deus vier para julgar este mundo. Jesus quer nos levar com Ele para esses palácios de onde Ele veio.

A coisa mais emocionante sobre tudo para mim é esta: Que Ele veio de um lugar deslumbrante, onde sempre viveu como Filho de Deus. Que Ele veio na companhia dos anjos para este mundo para buscar aqueles que eram seus, os filhos de Abrão e de Davi, a nação de Israel. mas os seus não o receberam, Ele foi desprezado dos homens, um peregrino sem um lar, um andarilho sem um amigo, e o mais ainda Ele sabia de tudo o que iria lhe suceder.

Quando ele fala que havia mirra em suas vestes, nós cremos que é alguma referência à própria doçura da Sua vida, pois mirra é sempre perfumado - o menor pedaço desta iguaria vai encher a sala com seu perfume. Foi a primeira coisa que lhe foi dada quando nasceu e a última coisa que se lhe ofereceu em sua morte.

Aloé significa algo do coração, havia uma família que sempre estava muito perto dele. Eles viviam em Betânia, e um dia quando ele os visitou, eis que Lázaro estava morto. Ele sabe o que é perder um amigo querido. Solitário e aflito, com os olhos cheios de lágrimas que corriam pelo seu rosto, no peito, e, em seguida, caiu no chão. Aloés em sua própria roupa. Oh, vós, que têm feito senão rejeitá-lo, como você se sente em sua presença - que para salvá-lo, deixou os palácios do céu para sofrer tudo isso em seu lugar?

Há ainda um outro elemento que o salmista fala: É a  Cassia  encontrado em suas vestes. Cassia cresce na Índia, e tem poder de cura, e que isso poderia significar, que Ele é o grande médico? Quando Ele estava na terra, as mães trouxeram seus filhos para que Ele pudesse abençoá-los, e os pais trouxeram seus meninos que sofrem para que pudesse libertá-los. Leprosos saiam  chorando depois de serem limpos  por Ele, pois a vergonha deles já não existia mais. Cegos, estendiam suas mãos para Ele, gritavam no meio da multidão , pois tinham certeza que o Filho de Davi tinha poder para lhes abrir os olhos.

Ele veio ao mundo para salvar os pecadores, quando o Espírito Santo te convencer do pecado, então chegou a tua hora de buscar um Salvador. Ninguém precisa deu um salvador se primeiro não reconhecer que está condenado, ninguém desejaria morar em um palácio longe daqui, se estiver satisfeito com sua vida atual, mas para aqueles que reconhecem que são pecadores e que sua vida aqui na terra não passa de vaidade Jesus faz um convite:  “ Vinde a mim e achareis descanso para suas almas”.