24 de novembro de 2017

ORANDO NO ESPÍRITO Por John Bunyan parte 1

ORANDO NO ESPÍRITO
Por John Bunyan
Rm 8.26    1 Co 14.15
Resultado de imagem para england fields
Orar é mandamento de Deus e é pra ser praticado em público e no privado e aqueles que obedecem esse mandamento obtém grande intimidade com Deus. além de receber grandes coisas de Deus. A oração é uma estrada de duas vias; Ela abençoa aquele que ora e também aquele que é o alvo das orações. A Oração abre o coração de Deus e é o caminho pelo qual nossa alma é enchida pela pelos dons e presentes de Deus. Pela oração os cristãos podem abrir seus corações a Deus igual a um amigo e isso faz dos que oram, amigos de Deus.
MEU PROPÓSITO HOJE SERÁ MOSTRAR A VOCÊ A REAL ESSÊNCIA DA ORAÇÃO, SEM A QUAL, TUDO O QUE VOCÊ FAZ, TOCA, DESEJA E PROFESSA SERÁ TOTALMENTE EM VÃO.

    1-  O QUE É A VERDADEIRA ORAÇÃO
Oração é um sincero, sensível e emocianado  derramar do coração e da alma diante de Deus, através de Cristo, pela força e assistência do Espírito
Santo, por coisas que Deus tenha prometido, que estão de acordo com sua palavra, pelo bem da igreja, com submissão e fé na vontade de Deus.
Diante disso temos sete coisas para considerar:

1 – A ORAÇÃO DEVE SER SINCERA
Resultado de imagem para england fields
A sinceridade atrai todos os tipos e manifestações da graça de Deus até nós e influenciam  todas as ações de um verdadeiro cristão, como está escrito no Salmo 67.17,18 “
Deus nos promete que iremos encontrá-lo se o buscarmos DE TODO O CORAÇÃO Jr 29.13. Um distúrbio nessa sinceridade ou inteireza de nosso coração fará Deus rejeitar nossa oração. Em Oséias 7.14 onde ele fala “ eles não me buscaram de todo coração “ ele fala da falta da sinceridade, nessa ocasião as orações eram falsas, hipócritas somente para serem ouvidas pelo homem, mas nunca pelo Senhor Deus.
Mas porque a  oração necessita ser sincera? Porque a sinceridade faz a alma  abrir seu coração diante de Deus e contar a Ele, sem nada esconder da real situação de tudo o que a rodeia, confessando todos os pecados e tirando todas as máscaras e proteções do eu, sem rodeios e simulações.
Deus só ouve as orações de um coração sincero
Resultado de imagem para england fields 
2-    A ORAÇÃO PRECISA FAZER SENTIDO
Isso quer dizer que além de sincera, nossa oração precisa ser embasada, ou seja, devemos orar pelo que entendemos pela fé. Ex: Quando entendemos que o pecado realmente nos causa graves danos, oramos para que Deus nos livre dele. Quando entendemos que a majestade do Senhor enche a terra, oramos adorando Ele como um Rei. A oração portanto, deve carregar em seu seio, uma compreensão clara de diferentes coisas.
A – As vezes clamamos por misericórdia porque temos nítido entendimento que pecamos. Orações efetivas borbulham da alma quando estamos em dor e agonia. Davi experimentou isso dizendo que ele estava “  feeble and utery crushed... Sl 38.8-10 “ . O Senhor ouviu o gemido de Efraim ( Jr 31.18 ). Pedro chorou compulsivamente ( Mt 26.75 ). O próprio Senhor Jesus orou com suspiros e lágrimas ( Hb 5.7 ). E todos eles tinham um correto entendimento da justiça Divina, do salário do pecado e da Ira de Deus ( Sl 116.4 ).
B – As vezes louvamos ao Senhor por termos uma clara compreensão de sua grandeza . Davi louvou muitas vezes a Deus, admirando-o e adorando-o por Ele ser Eterno, Poderoso, Magnífico e ainda assim nos tratar com amor e carinho. ( Sl 103. 1-5 ). A oração pode estar em um tenso clima de pedido de socorro e repentinamente se transformar em ações de graça  e louvor   ( Fp 4.6 ). Isso é um doce mistério, quando nosso mente entende que por ser grande Deus não nos deixará faltar nada, nossa oração ganha a força de um gigante.
Não existe um livro que nos ensine a orar, mas a compreensão  e o claro entendimento sobre as verdades do evangelho podem nos fazer saltar sobre todas as  montanhas da  dúvida e da ignorância.

3 – A ORAÇÃO PRECISA ENVOLVER NOSSAS EMOÇÕES
Resultado de imagem para england fields
A oração deve vir das profundezas de nossa alma e jamais podem ser somente um repetir mental de desejos e necessidades nossas. Fogo, paixão,  lágrimas, força, vida, vigor e emoção. ESSES DEVEM SER OS ELEMENTOS DE UMA VERDADEIRA ORAÇÃO!
“ Assim como a corça suspira... ( Sl 42.1 ), “ Como eu desejo  ( Sl 119.17 ), minha alma geme...( Sl 84.2 ), minha alma está consumida...( Sl119.20 )
NOTE QUE NESTES VERSOS QUE EU MENCIONEI COMO O SALMISTA SE DIRIGIA A DEUS. SUSPIRANDO, GEMENDO, CHORANDO, CLAMANDO. QUANTA EMOÇÃO, QUANTA LINGUAGEM DO CORAÇÃO ESTÁ REVELADA NESTAS ORAÇÕES. 
Será que existe algum sincero estudante da bíblia, capaz de refutar que a oração deve ser emotiva, deve envolver nossos sentimentos, depois de analisar com cuidado esses salmos? 
Novamente eu digo, a oração é um derramar de nossa alma e coração diante do Senhor!  Existe na verdadeira oração um abrir completo de nosso ser interior, um escancarar de nossas fraquezas e pecados e um lançar-se sem reservas nas mãos de Deus. ‘ all my longs lie open before tou disse Davi  e tambem, ‘ My sighing is not hidden from you “ ( Sl 38.9 )
Resultado de imagem para england fields 
4 – A ORAÇÃO PRECISA SER FEITA EM NOME DE CRISTO
 Cristo é o caminho pelo qual a alma é admitida na presença de Deus, o Pai. “ Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim ( Jo 14.6 ) e sem Cristo é impossível que um pedido de oração seja atendido pelo nosso Pai Celestial. Em João 14.6, Jesus disse: “13 E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. “ Este também foi o caminho trilhado por Daniel quando ele orou pelo seu povo. Ele rogou a Deus em nome do Senhor Jesus .   “ Agora, pois, ó Deus nosso, ouve a oração do teu servo, e as suas súplicas, e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o teu rosto, por amor do Senhor.” ( Dn 9.17 ) e da mesma forma assim o fez Davi, “  Por amor do teu nome, Senhor, perdoa a minha iniqüidade, pois é grande. ( Sl 25.11 ).
Temos porém que observar o seguinte: NEM TODOS OS QUE ORAM EM NOME DE CRISTO CONSEGUEM CHEGAR COM SUAS ORAÇÕES ATÉ O TRONO DE DEUS. Orar em nome de Cristo é a parte mais difícil da oração. Um homem pode orar com o coração sincero e humilde, porém se ele ainda não tiver a Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, crendo nele e somente  nele depositando toda sua fé e esperança, ainda que ore em nome de Cristo suas orações não serão ouvidas. “ Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.”   ( Hb 11.6 ). Então, TODO AQUELE QUE VEM A DEUS ATRAVÉS DE CRISTO, PRECISA CONHECER VERDADEIRAMENTE A CRISTO. Moisés disse ao Senhor: 13” Agora, pois, se tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que me faças saber o teu caminho, e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos; e considera que esta nação é o teu povo.”       ( Ex 33.13 )

Resultado de imagem para england fields
5- A ORAÇÃO PRECISA SER FEITA NA FORÇA E PODER DO ESPÍRITO SANTO
Nós não conhecemos a boa perfeita e agradável vontade de Deus em toda sua plenitude, conhecemos apenas parte dela, por isso necessitamos de assistência do Espírito Santo até para estabelecer nossa lista de pedidos
  E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis, E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.” ( Rm 8.26,27 )

27 de outubro de 2017

FRASES DOS REFORMADORES



Resultado de imagem para frases de martinho lutero

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Resultado de imagem para frases de calvino











************************************************************************************************ 
Resultado de imagem para frases de john knox
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Resultado de imagem para frases do reformador  john Huss
Resultado de imagem para frases de martinho lutero






Resultado de imagem para frases de calvino

****************************************************************

Resultado de imagem para frases de john knox

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Resultado de imagem para frases de martinho lutero

********************************************************************
Resultado de imagem para frases de calvino













Resultado de imagem para frases de martinho lutero


&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&




Resultado de imagem para frases de calvino


Resultado de imagem para frases de martinho lutero



Resultado de imagem para frases de calvino


&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Resultado de imagem para frases do reformador  john knox



Resultado de imagem para frases de martinho lutero

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Resultado de imagem para frases de calvino

******************************************************************

Resultado de imagem para frases de martinho lutero






9 de outubro de 2017

O PREÇO DE SER FIEL / JOÃO CALVINO

“Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes, participa das aflições do evangelho, segundo o poder de Deus,” "que nos salvou e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos,"(II Timóteo 1:8-9, )
Resultado de imagem para JOAO CALVINO 
EMBORA Deus mostre Sua glória e majestade no evangelho, a ingratidão dos homens é tamanha, que temos que ser exortados a não nos envergonharmos desse evangelho. E por quê? Porque Deus requer a adoração de todas as criaturas. Ainda assim, a maioria delas se rebela contra Ele, e o despreza. Embora os homens sejam tão perversos a ponto de se voltarem contra seu Criador, não sejamos nós como esses tais e tenhamos sempre em mente esta porção da Escritura: a não nos envergonharmos do evangelho, visto ser ele o testemunho de Deus.


Resultado de imagem para JOAO CALVINO
A mente de Timóteo talvez estivesse abalada. Assim, S. Paulo lhe diz: "ainda que o mundo me despreze, ainda que zombe de mim e me odeie, você não deve ser movido por essas coisas, porque sou o prisioneiro de Jesus Cristo. Deixe que o mundo fale mal de mim, isso não me ofende. Deus concede na minha causa, pois esta é também a Sua causa. Sofro não por ter feito o mal, tendo sempre Sua verdade do meu lado. Portanto, a causa da minha perseguição é o fato de eu ter sido fiel a a Palavra de Deus".

Não diminuamos Jesus Cristo no testemunho que Lhe devemos, ao calarmos nossas bocas no momento em que se deve é manter Sua honra e a autoridade de Seu evangelho. E, ainda, quando virmos nossos irmãos em aflição pela causa de Deus, juntemo-nos a eles, e assistamo-los em sua aflição. Não nos turbemos pelas tempestades que surgem, mas permaneçamos constantes em nosso propósito, levantando-nos como testemunhas para o Filho de Deus, vendo que Ele é tão gracioso a ponto de nos usar em tão boa causa. Percebamos com clareza que os homens sofrem ou por causa de seus próprios pecados ou por causa da verdade de Deus.
 Resultado de imagem para JOAO CALVINO
Não há pessoa alguma que não gostaria de escapar de aflições. Isso é de acordo com a natureza humana. E, embora confessemos, sem dissimular, que é uma graça ímpar que Deus nos concede ao permitir aos homens que sofram aflições mantendo Sua causa, não há um sequer de nós que não gostaria de se livrar de perseguição. Isso tudo porque não observamos a lição de S. Paulo, que diz: "o evangelho traz problemas". Jesus Cristo foi Ele mesmo crucificado, e Sua doutrina vem junta com muitos sofrimentos. Ele poderia,quisesse,  determinar   que   Sua   doutrina   fosse   recebida   sem   qualquer oposição, mas a Escritura deve ser cumprida: “Domina no meio dos teus inimigos" (Salmo 110.2).

Devemos ir até Ele sob esta condição: estar dispostos a sofrer oposição, porque os ímpios se levantam contra Deus quando Ele os chama para Si. Portanto, é impossível a nós ter o evangelho sem ter também aflição. Aquele que deseja se ver livre da cruz de Cristo não entendeu o evangelho e nem o motivo de sua própria salvação.
Resultado de imagem para STRASBURGO 
Não devemos nos envergonhar de nossos irmãos. Quando ouvimos denúncias malignas contra eles, e os vemos desprezados pelo mundo, estejamos sempre com eles, e esforcemo-nos para fortalecê-los, pois o evangelho não pode ser espalhado sem muita luta.

Assim, tal como quando se acende o fogo, e tal como quando o trovão se propaga no ar, há sempre tensão quando o evangelho é pregado.

Resultado de imagem para STRASBURGO
Ora, se o evangelho traz aflição, e se é do feitio de Jesus Cristo que se realize nos membros de Seu corpo, a igreja, aquilo que Ele sofreu em Sua pessoa, e que os membros sejam diariamente crucificados, será que seria correto que nos retirássemos de tal situação?
 Vendo que toda a esperança da salvação se encontra no evangelho, devemos descansar nisso e ter em mente o que S. Paulo diz, a saber, que, para aprendermos, devemos assistir nossos irmãos quando estiverem em apuros e quando forem perseguidos pelos ímpios.
Devemos escolher ser companheiros dos nossos irmãos e sofrer as reprimendas e escárnios do mundo, ao invés de sermos honrados com boa reputação ao darmos as costas àqueles que sofrem por essa causa, que é nossa tanto quanto deles.

Inclinamo-nos a ser fracos e pensamos que seremos devorados por perseguições, assim que nossos inimigos nos assaltam. Mas a bíblia nos garante que não nos faltará o auxílio e o socorro do nosso Deus. Ele nos arma e nos dá um poder invencível para que permaneçamos firmes e estimulados. Por essa razão S. Paulo acrescenta: "segundo o poder de Deus" [v.8].
 Resultado de imagem para STRASBURGO
Porém, tal como dissemos, qualquer um gostaria de ter algum disfarce ou atenuador para evitar que perseguição recaia sobre si. "Se Deus me der graça, sofrerei com alegria por Seu nome, na certeza de que é a maior bênção que eu poderia receber".

Podemos dizer: "somos frágeis e seremos rapidamente vencidos pela crueldade de nossos inimigos", mas Paulo, entretanto, remove essa desculpa ao dizer: “Deus há de nos fortalecer" e "não podemos olhar para nossa própria força". Pois é certo que se nunca entrarmos em conflito com nossos inimigos teremos medo até mesmo de nossas próprias sombras. Conscientes dessa fraqueza, vamos à solução. Devemos considerar o quão difícil é para nós aturar os nossos inimigos. Portanto, humilhemo-nos perante Deus, oremos a Ele para que estenda Sua mão e nos segure em todas as nossas aflições. Se esta doutrina fosse bem gravada em nossos corações, estaríamos mais preparados do que estamos para sofrer.

Embora o Senhor nos tenha mostrado que Seu poder sempre nos amparará, somos tentados a permitir que nossa fragilidade nos impulsione a abandonarmos a cruz e a fugir da perseguição. Mas Paulo aqui acrescenta uma lição que nos envergonha estrondosamente, caso não almejemos glorificar a Jesus Cristo sofrendo perseguição. Ele diz: "Deus nos salvou e chamou com uma santa vocação" [v.9].

Oh! Deus nos tirou do fogo do inferno! Estávamos irremediavelmente condenados, mas Ele nos trouxe salvação e nos chamou a participarmos dela. Portanto, visto que Deus Se mostrou tão liberal, voltarmo-nos contra Ele não é uma malícia vergonhosa? Atentemos para a acusação de S. Paulo contra os inconstantes, que não querem lutar contra os ataques feitos contra eles por causa do evangelho. Sem dúvida que o apóstolo pensou em consolar os fiéis do futuro e que, por isso, mostrou o que Deus já havia feito por eles.
 Resultado de imagem para STRASBURGO
Portanto, se Deus já nos salvou e nos chamou com santa vocação, acaso nos deixaria pelo meio do caminho? visto que Ele já cumpriu tudo isso, pensaremos que Ele nos abandonará aqui, zombando de nós, e nos negando Sua graça, ou tomando-a nula? Não, não! Pelo contrário, devemos esperar que Ele trará Sua obra à perfeita completude.

Portanto, continuemos com bravura, pois Deus já mostrou Seu poder em nosso favor. Não duvidemos que Ele continuará a fazê-lo, e que haveremos de ter uma vitória perfeita sobre Satanás e sobre nossos inimigos, e que Deus, o Pai, já deu todo o poder nas mãos de Jesus Cristo, que é nosso cabeça e capitão, para sermos co-participantes disso.

Deus nunca falhará quando vier a necessidade. E por quê? Porque Ele já nos salvou, Ele já nos chamou com uma santa vocação, o Senhor nos tomou para Si, Ele nos fez Sua herança celeste e agora somos dEle, do Seu rebanho. Se estivermos persuadidos disso e firmes daí em diante, seguiremos sempre adiante na causa, sabendo que estamos sob Sua proteção. Ele tem força suficiente que supera todos os nossos inimigos, e que faz certa a nossa salvação.

Não devemos temer em virtude de nossa fragilidade, pois Deus prometeu nos assistir. E nisso que devemos pensar para que recebamos e apliquemos aquilo que nos é dito. O Senhor levará a nossa salvação até um fim! Ele nos ajudará no meio das perseguições e nos habilitará a superá-las. Quando nos convencermos de vez dessas coisas, não será necessário muito poder retórico para nos fortalecer contra tentações. Triunfaremos sobre todos os nossos inimigos, embora sejamos vistos pelo mundo como  pisoteados e veementemente superados. Porém, devemos atentar para esta declaração que S. Paulo acrescenta acerca da salvação mencionada por ele e da santa vocação. Ele diz: "não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça" (v.9)
 Resultado de imagem para STRASBURGO
Pois Ele não olhou para nossas obras ou para nossa dignidade quando nos chamou para a salvação. Ele o fez por mera graça. Portanto seremos menos desculpáveis ao desobedecermos a Suas ordenanças, percebendo que não somente fomos comprados com o sangue do Nosso Senhor Jesus Cristo, mas também que Ele cuidou de nossa salvação antes mesmo da fundação do mundo. Observemos, aqui, que S. Paulo condena nossa ingratidão, por sermos tão infiéis a Deus a ponto de não testemunharmos acerca do Seu evangelho, lembrando que somos chamados por Ele para isso. E, para expressar melhor esse propósito, o apóstolo acrescenta que isso "nos foi dado em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos", antes que o mundo tivesse rumo ou começo: foi revelado na vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nos é informado aqui que nossa salvação não depende de nosso merecimento. Deus nunca examinou quem éramos, nem do que éramos dignos, quando nos escolheu para Si. Mas, uma vez que os homens não podem, devido ao orgulho que neles habita, se abster de imaginar algum valor em si mesmos, eles pensam que Deus está sob a obrigação de buscá-los. Mas S. Paulo diz claramente: "propósito e graça" [v.9].

Somos, então, devedores a Ele por tudo, pois Ele nos tirou do fundo do poço da destruição, onde estávamos jogados, e nos deu toda a esperança da recuperação. Portanto, há bons motivos para que nos submetamos inteiramente a ele e confiemos em Sua benignidade, sendo totalmente tomados por ela. Depositemos nossa firmeza nesse alicerce, tal como eu disse antes, caso contrário, veremos nossa salvação perecer e desaparecer.



Fonte: Coletânea de sermões de Calvino publicada pela Wm.B. Eerdmans em 1949 nos Estados Unidos.
Tradução: Lucas Grassi Freire