27 de agosto de 2010

A W PINK - Eu creio em um Deus diferente













“o monge evangelico”




"
Os idólatra do mundo fazem “ deuses” de pedra e de madeira, enquando que os milhões de idólatras que existem dentros das igrejas evangélicas fabricam um “ deus “ extraído de suas mentes carnais e egoíostas”

 



Esses religiosos evangélicos não passam de ateus, pois a única alternativa bíblica para Deus é Ele ser absolutamente soberano, náo tomando conhecimento do desejo doentio da carne. Um Deus que muda, cujos desejos são impedidos, cujos planos são frustrados, cujo propósito se altera conforme a decisão da criatura nada possui que se lhe permita chamar Divino e de longe pode ser objeto de culto.Arthur Pink é as vezes descrito como excêntrico. Ele realmente não se encaixa em nenhum padrão vigente. Convertido a Cristo vindo de um background teosófico e místico ele se tornou um ardoroso estudante da bíblia. Seus esforços para pastorear igrejas e evangelizar porém, não foram bem suscedidos e nem os seus livros vendid. Uma revista mensal sua, chamada estudo das escrituras nunca passou de 1000 exemplares por mês, o que não pagava nem a impressão. Por isso passou os últimos 16 anos de sua vida na ilha de Lewis, na Escócia em virtual isolamento,igual a um monge, rejeitando associação formal com qualquer igreja.








.
Para explicar sua atitude eremita ele citava Jesus: "Se o mundo te odeia, saiba que ele me odiou antes de te odiar". Pink também falava: "Que mundo odiou a Cristo e condenou Ele a morte? -O mundo religioso, que pretendia ser zeloso pela causa de Deus. Pink, ao contrário do que muitos imaginavam, sentia-se bem com as perseguições. Apesar de alguns líderes com os quais ele nào concordava, serem grandes homens de Deus da época, ele se mantia firme em sua crítica contra a igreja e a sua forma de viver a fé cristã.



Apesar disto, Arthur veio a ter grande influência no cristianismo pós-guerra, sempre enfatizando a soberania de Deus e a insignificância do homem como regente do destino do mundo. De sua remota ilha, Arthur escreveu inúmeros artigos, as vezes mais de 40 cartas por semana em resposta as muitas perguntas que crentes do mundo inteiro mandavam para ele. Entre seus pensamentos, um dos conhecidos era: "Nem a suposta proximidade da volta do Senhor Jesus e nem a sua suposta demora devem regular nossos afazeres diários"

APÓS SUA MORTE, EM  1953, OS TRABALHOS DE PINK COMEÇARAM A SER REIMPRIMIDOS. HOJE EXISTEM DEZENAS DELES E SÃO MUTI PROCURADOS POR AQUELES QUEM AMAM A VERDADE. ENTRE ELES ESTÃO SUAS MEMORÁVEIS FRASES :
"O coração da moderna teologia, se é que pode ser chamada assim, está sempre em direção a criatura ao invés da glorificação do seu Criadore ."


"NÓS HOJE PERGUNTAMOS SE AS PESSOAS QUEREM RECEBER JESUS COMO SEU SALVADOR E NÃO NOS IMPORTAMOS SE ELAS QUEREM ELE COMO SENHOR. SE CRISTO NÃO MANDAR EM NOSSA VIDA , SE ELE NÃO FOR O SENHOR, ENTÃO ELE NÃO PODERÁ SER NOSSO SALVADOR "


"Nada pode ser tão grande e nem tão pequeno para colocarmos isso nas mãso do Senhor."






MÉTODO DE ESTUDO BÍBLICO DE A W PINK
“Nos meus primeiros anos eu assiduamente segui este triplo caminho:

•Em primeiro lugar, eu lia toda a Bíblia três vezes por ano (oito capítulos do Antigo Testamento, e dois do Novo Testamento diariamente). Eu constantemente perseverei nisso durante dez anos, a fim de me familiarizar com o conteúdo, que só pode ser alcançado por meio de consecutivas leituras.
•Em segundo lugar, eu estudei uma porção da Bíblia a cada semana, concentrando-me por dez minutos (ou mais) todo dia na mesma passagem, pensando na ordem dela, na ligação entre cada afirmação, buscando uma definição dos termos importantes, olhando todas as referências marginais, procurando seu significado típico.

•Terceiro, eu meditei sobre um versículo a cada dia, escrevendo-o sobre um pedaço de papel na parte da manhã, memorizando-o, consultando-o em alguns momentos ao longo do dia; pensando separadamente em cada palavra, pedindo a Deus para revelar para mim o seu significado espiritual e para escrevê-la no meu coração. O versículo era o meu alimento para aquele dia. Meditação é para a leitura como a mastigação é para o comer.
Quanto mais alguém seguir o método acima mais deve ser capaz de dizer:

‘A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho’ Sl 119: 105’”