9 de setembro de 2012

JOHN VASSAR




UNCLE JOHN VASSAR
Alguns de vocês pouco sabem sobre este poderoso homem de Deus chamado de Tio John Vassar. Ele era realmente um santo homem de Deus. Não era um ministro ordenado, nem um bispo ou capelão. Nunca pregou em púlpitos de igrejas, mas ele tinha a chama do evangelho a queimar em seu coração e desse homem podemos dizer “que rios de água viva fluiam de seu interior”. Sua vida inteira depois de sua conversão foi a convencer pecadores a se entregar a Cristo.
Nosso herói da fé se converteu aos vinte e cinco anos e trabalhava na cervejaria de seu tio em
Poughkeepsie, NY. Muitos não aceitavam o tio John convertido trabalhando em uma fábrica de cerveja, mas lá estava ele, fazendo cerveja e nas horas vagas lendo a bíblia em um cantinho que havia feito para meditação. Não demorou muito para acontecer uma explosão. Sempre haverá um grande choque quando você compara o livro de Deus com hábitos de bebedices. John então percebeu que não poderia mais ficar ali e entregou seu posto ao seu tio. Em vão tentaram aumentar o seu salário e até mesmo lhe foi oferecido sociedade nos negócios, mas tio John estava decidido a obedecer a palavra do Senhor e ele chegou a dizer” Agora que meus olhos se abriram eu nada mais tenho com este negócio amadiçoado”.

Ele então foi trabalhar como compoltor, vendendo bíblias e literatura religiosa e ele se auto-proclamava o “o cão farejador dos pastores “. Onde ele percebia alguém com dificuldade espiritual, ele imediatamente providenciava a visita de um pastor àquela pessoa. Ele também tinha o hábito de visitar pessoas pela manhã para orar com elas e se ele percebesse alguma resistência, convocava toda a vizinhança para orar até que a família o recebesse. Conta-se que encontrava garotos brincando na rua e os interrompia para conversar. - Já entregou seu coração para Jesus, meu jovem? Alguns riam dele, mas muitos ficavam grandemente abalados, pois a presença de Deus na vida dele não poderia deixar de ser notada. Assim caminhava tio John Vassar. Falava de jesus para quem quer que encontrasse na rua e nunca porém recebeu a alcunha de fanático, pois sua maneira e de se portar e o seu carisma faziam o povo amá-lo e respeitá-lo e até mesmo os que não aceitavam a sua palavra não se retiravam com queixas.

Como compoltor ele ganhava U$ 25,00 por mês enquanto um capelão e um ministro ganhava U$150,00 por mês. Quando morreu o capelào do exército, os soldados queriam a todo custo colocar tio John Vassar como capelão, mas para ser capelão ele teria que ser ordenado ministro do evangelho. A comunidade se reuniu e começaram a trabalhar por sua ordenação. Depois de estar tudo certo, algumas pessoas começaram a falar que ele estava apenas interessado no salário e isto entristeceu nosso amado irmão.
E quando foi para ser entrevistado pela junta batista ele lhes falou: “irmãos, vocês terão de me perdoar. Peço desculpas por ter feito vocês ter vindo aqui, mas pelo que ouvi de algumas pessoas , achando que quero ser ordenado por causa do dinheiro, eu desisto de minha ordenaçào e continuarei a trabalhar como leigo, pois de maneira alguma deixarei alguém, ainda que seja por um mexerico, por em descrédito a mensagem de jesus’

John Vassar foi vender bíblias no sul quando estourou a guerra da cesseção, e por ser yanke foi preso no quartel do exército confederado. Já no caminho para a prisão, tio john começou a pregar a eles sobre Jesus. Eles o levaram ao Coronel e ao outros oficiais e ele foi em direção ao Coronel e falou:_ “Coronel, eu vejo em seu uniforme de lado da guerra o Senhor está, mas na verdadeira guerra o Senhor está do lado do Senhor dos Exércitos ou contra Ele?” O Coronel então falou: - Não estamos aqui para discutir religião. Então nosso irmão se dirigiu ao Major e fez a mesma pergunta e assim foi indagando a todos os oficiais se eles já haviam entregado suas vidas a Jesus, até que um dos oficiais falou:
- Coronel, é melhor libertarmos este homem, caso contrário, ao invés de um interrogatório aqui, teremos uma reunião de oração daqui até Richmont. Então, de comum acordo e espantados com sua ousadia e intrepidez, libertaram nosso querido irmão, pois viram que o Espírito de Deus estava sobre ele..

Ilustrando as intensas atividades deste memorável servo do Senhor, destacamos uma de suas declarações a respeito de como passava seus dias :
" Eu visito em média quarenta famílias por dia, tenho um encontro toda noite na casa de alguém para falar-lhes sobre o Senhor Jesus e falo pelo menos em três classes de escola dominical todo domingo. Falei com mais de três mil pessoas pessaolmente a respeito de sua fé em Cristo nos últimos três meses e sinto que nesta cidade uma grande bênção do Senhor está para chegar' Tio John Vassar