7 de setembro de 2012

DANIEL ROWLAND


DANIEL ROWLAND
Biblioteca reformada ARPAV biografia de Daniel Rowlands J C Ryle

O ano de 1795 viu muitas coisas acontecerem no cenário espiritual do mundo da época. Jonathan Edwards estava no centro do grande despertamento da América do norte. George Whitefield começava a pregar na Inglaterra e no mesmo anod um amigo de nosso amado pregador também veio a conhecer a Cristo : Howel harris, que juntamente com Daniel Rowland e Philip Pugh foi um dos pilares do avivamento de Gales. Pugh foi muito influente na pregação de Rowland, pois era um pregador muito profundo e equilibrado na doutrina do evangelho, sem entretando perder o ardor e o zelo. Pugh influenciou Rowland a se aprofundar na mensagen calvinista.
Por causa de seu estilo agressivo Rowland recebeu o apelido de pregador irado. Ele pregava os terrores da lei e a ira de Deus contra os pecadores que não se arrependiam com tal poder e carisma que os ouvintes ficavam apavorados e até mesmo aqueles que não se convertiam ficavam profundamente angustiados, pois Rowland golpeava-lhes a consciência com avassaladora autoridade e senso de urgência. Até mesmo os mais céticos, arrogantes e orgulhosos homens ficavam perplexos diante da mensagem dura e convincente pregada por Daniel Rowland, sua fúria contra o pecado nào conhecia limites e os ouvintes que não se convertiam raramente voltavam para ouví-lo, pois o julgavam duro demais.
Sua veemência contra o pecado porém não era acompanhada de compaixão e conforto como deveria ser e na maioria das vezes muitos eram feridos e poucos curados

Sabiamente, Philip Pugh chamou Rowland para um particular e lhe falou: “Pregue o evangelho para as pessoas, meu caro amigo e depois aplique o bálsamo de Gileade, o sangue de Cristo em suas feridas espirituais”
Rowland não conseguia entender direito o que seu amigo queria dizer, então ele foi mais direto: Pregue a fé em Cristo, meu caro, pois se você continuar pregando a a lei, da maneira que você está acostumado fazer, irá matar metade das pessoas da Inglaterra, pois você prega sobre a maldicão da lei de maneira terrível e ninguém pode permanecer em pé ouvindo o que você fala“.

Depois disso, Rowland mudou sua maneira de pregar. Continuou alertando o povo da ira que haveria de vir, mas também a anunciar que havia um esconderijo, debaixo das asas do Senhor dos Exércitos. Daí então as multidões começaram a descer até a cidade de langueitho para ouvir esse poderoso homem de Deus pregar o evangelho. Um portentoso avivamento nasceu no país de Gales. Pessoas vinham de longe para ouvir as inefáveis palavras de salvação. Cultos que duravam tardes inteiras e as vezes dias inteiros, onde com a chegada da noite as multidões se recusavam a partir de volta para suas casas. Queriam ali armar uma tenda e se deixarem embriagar pela glória de Deus.

Howell Harris escreveu em uma de suas cartas um pouco do que aconteceu no avivamento de Gales; “ Eu estava no último domingo em dos cultos onde Rowling pregava, onde eu ví, ouvi e senti coisas que nào se podem descrever com canetas e papéis. Um tal nível de poder e amor de Deus que jamais sonhara em presenciar. Gemidos ao invés de orações, júbilo e alegria por toda a igreja, pessoas prostradas agonizando por seus pecados e a beleza de Cristo estampada nas faces daqueles que nasciam de novo. Realmente neste lugar, o céu desceu na terra“.