11 de agosto de 2014

Este é o nosso trabalho - acordar as pessoas.

QUANTO TEMPO MAIS VOU ESPERAR?

Catherine Booth sobre  John Wesley Redfield.
A abençoada esposa do General Booth, nos dá o prazer de ouvir este maravilhoso texto, vindo diretamente do coração de Deus, ela escreve: "Muitos não reconhecem esse fato como
deveriam, de que  Satanás tem feito os homens dormir no pecado e que a sua maior estratégia  é mantê-los assim até o fim de suas vidas. Ele não se importa com o que fazemos, se estamos em pecado. Podemos cantar músicas de adoração, pregar sermões, orar de madrugada, subir ao monte e até falar  sobre o Juízo Final, e o adversário nunca vai preocupar-se sobre nós, se nós não temos condições de despertar ninguém do pecado. Mas se começarmos a despertar o embriagado pecador, ele e vai ranger  os dentes contra nós e nós certamente entraremos na lista dos verdadeiros inimigos do diabo. Este é o nosso trabalho -  acordar as pessoas. "


John Wesley Redfield era um homem que despertou tanto o pecador que dormia quanto  o descuidado cristão. Quando o Sr. Redfield orava ou pregava os homens e mulheres eram tocados por Jesus e voltavam para casa diferente do que quando entraram. Sob a influência do ministério de Mr. Redfield, os escravos do pecado foram levados ao arrependimento e totalmente libertos. Onde quer que ele pregava, igreja após igreja eram visitadas pela presença do Espírito Santo.

Numa ocasião, o Sr. Redfield entrou no púlpito sentindo com uma carga especialmente intensa e pesada pressionando em cima de seu coração. Sem hesitar, ele começou sua mensagem por descrever claramente todos aqueles que viveram na igreja durante anos sem verdadeira graça salvadora, que tinham  sido ministrados por diferentes ministérios evangélicos, que tinham visto e ouvido a verdade da palavra e ainda assim rejeitaram tudo.
Com paixão, alertou todos aqueles que tinham evitado o caminho estreito do arrependimento e da cruz de Cristo. Quando o Sr. Redfield falava o Espírito Santo trazia uma convicção tremendo   do pecado sobre toda a congregação. Alguns gritaram, alguns caíram prostrados antes que eles pudessem chegar ao altar, e outras caíram no altar. As pessoas n’ao suportavam a glória do Senhor que enchia a casa e dobravam os seus joelhos ante a majestade de Jesus.

 Neste exato mesmo tempo, as pessoas a quilômetros de distância também caiam ao chão  sob o poder de Deus na solidão de suas próprias casas.
John Wesley Redfield disse de si mesmo: "Deus me fez um homem áspero e me tem dado um evangelho duro para corações difíceis."
Ele pregou a santidade a todo custo e nada menos que isso em todos os lugares que ia. Isso às vezes despertou grande oposição, mas também trouxe grandes resultados. Igrejas mortas foram revividas, novas igrejas  foram construídas e os enfermos eram muitas vezes curados.
A doutrina do Sr. Redfield e a sua unção não foram emprestados de livros, mas nascidas no lugar secreto da oração. "Freqüentemente ele gemia em oração como se lutasse contra o anjo, mas ele perseverava até ouvir de Jesus que a vitória havia chegado;. Então a vitória vinha, e o Espírito era derramado no meio da igreja e as pessoas gritavam, oravam e confessavam pecados, muitos perderam a sua força e não mais a recuperavam  até que eles prometessem obediência a Deus." Tais manifestações do poder de Deus eram freqüentes em  seu ministério.
Sob a pregação de Redfield, em Nova York, até as pessoas que passavam perto da igreja que não queriam deixar a vida de pecado tinham de correr ou então ceder a convicção do Espírito Santo, que levava a todos os que ficavam a se arrependerem de seus maus caminhos e confessarem a Cristo. Eles, então, caiam desamparado nas ruas sob o poder de Deus. Quando encontrados mais tarde, alguns foram dados por bêbados ou loucos e outros levados presos para a cadeia. A primeira noite que isso ocorreu os oficiais da polícia se  maravilharam, pois viram, como um após o outro pecadores outrora rebeldes, recuperados, arrependidos e louvando a Deus.
A chave para o sucesso de John Wesley Redfield foi o seu total e implacável dependência de Jesus Cristo. Por muitas provações que ele tinha aprendido que ele não poderia realmente fazer nada sem a ajuda de  Jesus. Não é verdade que grande parte da nossa incapacidade de produzir uma mudança duradoura fica aos pés da nossa própria auto-dependência e orgulho? Precisamos recuperar a nossa simplicidade e alegria da devoção a Jesus. Devemos nos arrepender e colocar os nossos métodos e programas de auto-suficiência e, mais uma vez abraçar a "melhor parte" assim como fez Maria, irmã de Marta, sentada aos pés de Jesus em humildade e oração. (Lucas 10:38-42)