27 de agosto de 2013

ORLANDO BOYER Autor do livro HERÓIS DA FÉ




















 Orland Spencer Boyer (Conhecido como Orlando Boyer pelos Brasileiros) foi um pastor pentecostal, missionário, tradutor e escritor de livros evangélicos norte-americano. Seu livro mais conhecido, Herois da Fé, teve mais de 300.000 exemplares vendidos desde o seu lançamento.

Nascimento e a primeira viagem ao Brasil

Orland Boyer nasceu em Bedford, uma pequena cidade do sul do estado de Iowa, estado-unidense de predominância luterana, no dia 05 de março de 1893. Em 1927, chegou ao Brasil, indicado pelo Conselho Missionário da Igreja Unida em Cristo, denominação à qual pertencia.Foi casado com Ethel Beebe (casou-se em Março de 1914). Em Pernambuco, os Boyer passaram um ano estudando a língua portuguesa, aprimorando-se na maneira de falar com os nordestinos. Em Mata Grande, sertão de Alagoas, passaram quatro anos abrindo trabalhos. Boyer alcançou o domínio da língua nos diálogos com os brasileiros durante as viagens a pé ou a cavalo, como um evangelista. De Alagoas, seguiu para o Ceará. Pioneiramente, abriu trabalhos ao longo da via férrea em 14 localidades cearenses.

 


 Os missionários Virgil Smith e Bernhard Johnson, que também estavam no Brasil e eram de outra denominação, convenceu o casal Boyer a pregar a Bíblia no Brasil através da doutrina pentecostal. Em 1930, Virgil e sua esposa Ramona foram feitos reféns de Lampião e seu bando. Orlando Boyer foi comunicado que, para obter a libertação do amigo, teria de pagar uma elevada quantia. Em razão das dificuldades econômicas da época, Orlando Boyer conseguiu reunir apenas uma fração mínima da quantia exigida. Mesmo assim, ele foi ao encontro de Lampião, embora soubesse que corria perigo de morte. Ao chegar ao encontro dos cangaceiros.  Orlando Boyer se ajoelhou humildemente e sugeriu uma proposta ousada. Ao ouvir Smith falar que Jesus  sacrificou a si próprio para dar a vida à toda humanidade, o líder dos cangaceiros libertou o casal refém. Após o ocorrido, retornou aos Estados Unidos em maio de 1935. Lá, sua esposa recebeu o batismo pentecostal em uma reunião em Oklahoma. Pouco tempo depois, na igreja de Peoria, em Tulsa, ele fez o mesmo. Os dois se filiaram à Assembléia  de Deus em Oklahoma. Foi o Departamento de Missões da mesma igreja que os enviou novamente ao Brasil.




 Boyer recomeçou seu trabalho em Camocim, no Ceará, em 1938. Passou dez anos pregando no estado. Depois, rumou para Santa Catarina, onde permaneceu três anos pregando e traduzindo textos para o português. Foi nesse período que Orlando Boyer foi convidado a ministrar suas pregações através da CPAD


. Ele continuou no Brasil,até que doença de sua esposa o levou de volta aos Estados Unidos. Lá, a Ethel faleceu em 14 de outubro de 1967. Voltou ao Brasil, aonde faleceu,aos 85 anos de idade.

 


Obra e pregação

Orland Boyer ensinava aos seus fiéis que fizessem longos períodos de oração afim de obter gratificação futura. Dono de um poder retórico impecável, pregou principalmente às camadas mais pobres da população brasileira, de baixo nível de educação, utilizando muitos sofismas
. Ele publicou 131 obras, sendo 16 de sua autoria e as outras traduções por ele feitas. Seus livros até hoje são bastante lidos pelo público evangélico. De suas obras destacam-se Âncora da Alma, Pequena Enciclopédia Bíblica, Espada Cortante (dois volumes), Esforça-te para Ganhar Almas, Daniel Fala Hoje, Visão de Patmos e Heróis da Fé.

Repercussão e críticas

Boyer é pouco conhecido pelo público brasileiro em geral,sendo a repercussão de seu nome predominante sobretudo com os protestantes. A maioria dos evangélicos que leem a obra do norte-americano são da Assembleia de Deus,denominação pela qual administrou pregações pelo Brasil. Porém Orland Boyer também é lido por evangélicos de outras denominações,inclusive tradicionais,sendo que em menor intensidade. . Para os seus seguidores,Boyer é considerado um homem que agiu de forma hulmide,que adotando um ideal de pobreza.