3 de agosto de 2013

Nicky Cruz




Nicky Cruz




A história de Nicky Cruz é parecida com a de milhares de jovens e adolescentes que vivem nas grandes cidades espalhadas pelo mundo. Rejeitado pelos pais, carente de afeto e atenção, ele fez das ruas o seu lar, dos amigos, a sua família. E acabou vivendo em um território sem lei, onde os fortes subjugam os fracos; onde não há espaço para os valores éticos e morais; onde tudo é conseguido na base da violência... Ainda que seja preciso matar.
Muitos leitores já conhecem um pouco da vida de Nicky Cruz, contada por David Wilkerson no livro "A Cruz e o Punhal". Agora ele mesmo conta sua emocionante experiência. É a história de um jovem que, pelo poder de Deus, abandonou o ódio e a violência para se tornar pregador de grande influência para milhares de outros jovens iguais a ele.
A história de Nick, escrita em linguagem fluente e espontânea, narra, com grande realismo, como é a vida nos guetos de Nova Iorque. Mostra como a criminalidade toma conta dos jovens cujas famílias não lhes dão a devida atenção. Ao mesmo tempo apresenta a solução para os problemas que esses jovens enfrentam, nos Estados Unidos ou em qualquer parte do mundo.
É um exemplo a ser seguido por todos os que desejam ajudar a minimizar o problema da delinqüência e da criminalidade em nossas cidades.


Nicky Cruz (San Juan, Porto Rico, 6 de Dezembro de 1938) foi o líder da famigerada gangue "The Mau-Maus" de Nova Iorque. Posteriormente se tornou um pastor religioso renomado.
Era caracterizado como uma pessoa muito incontrolável, que não tinha medo de nada nem de ninguém. Sua infância foi muito perturbadora, vivendo em um dos piores bairros de Porto Rico sempre se envolvia em confusão. Sua própria mãe o chamava de "Filho de Satã".
Em primeiro de janeiro de 1955, quando Nicky tinha 16 anos, seus pais não podendo mais o controlar o mandaram para casa de um dos seus irmãos mais velhos em Nova York. Chegando à casa de Frank, Nicky foi para a escola, lá viu como era difícil se relacionar com outras pessoas, ainda mais crianças e adolescentes, que considerara rebeldes e insencíveis. Nicky também não era um adolescente fácil e rapidamente fugiu, indo morar nas ruas.
Em Nova York havia muitas gangues de rua. As gangues eram espécies de grupos comandados por um presidente e o vice. Também havia os conselheiros de guerra, eles negociavam as brigas: Local,dia e hora. Suas brigas eram violentas, usavam desde tacos de beisebol, porretes, canivetes, correntes de bicicleta e etc. Muitos saíam deformados das brigas, já outros nem tinham chance de chegar ao hospital. Nicky, ouvindo falar dessas gangues, se interessou, assim entrou para uma gangue denominada os "Mau Maus". Nick era respeitado pelos seus colegas de gangue, conhecido como o mais bravo e forte nas brigas e rapidamente se tornou o líder desta gangue .







Conversão
Um pregador religioso chamado David Wilkerson, que pregava no bairro de Nicky , tentou convertê-lo mesmo após ter sofrido ameaças. Quando insistiu foi agredido por Nicky, mas não demonstrou ódio por isso.
Duas semanas mais tarde, David voltou ao bairro para uma reunião religiosa. Nicky, ao saber, decidiu agredir David, desta vez acompanhado por outros membros da gangue. Mas ao chegar ao local da reunião acabou se sentido culpado por suas atitudes anteriores e começou a rezar.
No dia seguinte Nicky foi à polícia e entregou todas suas armas. Também começou a estudar a Bíblia e retornou para a escola. Após estudar, inclusive teologia, por vários anos, Nicky também se tornou um pregador religioso. Voltou para o seu antigo bairro onde pregou e acabou persuadindo outros membros dos "Mau Maus" a se converterem, inclusive o novo líder da gangue .


]

OBRAS



Foge Nick foge