27 de agosto de 2013

Peter Cartwright Grande pregador americano


Peter Cartwright (1785-1872)





Cartwright desenvolveu seu ministério entre os anos de 1803-1871, e foi o maior pregador de seu tempo. Ele pregou não menos de 25 mil vezes, e dirigiu encontros em acampamentos por 52 anos para cerca de 10.000 pessoas por encontro. Durante o tempo em que esteve atuando, o movimento metodista passou de 65.000 para dois milhões de seguidores.

Em relação à educação e formação teológica, foi um duro crítico. Observemos algumas de suas posturas:

- Censurou o treinamento teológico;

- Repudiou os seminários;

- Desprezou a aprendizagem nos livros;

- Zombou dos pregadores que falavam o inglês correto;

- Creditou o fracasso de algumas denominações ao treinamento teológico erudito;

- Criticou os pastores que pregavam lendo os sermões;

Texto extraído dos escritos de  Peter Cartwright

" Utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor, estando preparado para

 toda boa obra," (2 Tm 2.21.)



Aqui, ó pai, está tua argila de moldar!


Põe teu torno a girar, a chiar e a operar.

Remove de mim, com tua hábil mão,

As aparas, as pedras, a palha e a areia.

E, com esta argila rendida a ti, cria um vaso !



           


Quando Deus quer burilar um homem,  em formas toscas de argila.

E fazê-lo executar a missão para o qual foi criado,  que só Deus compreende,
E capacita-lo; Enquanto o dorido coração chora,

Quando Deus quer moldar um homem,                 Erguendo as mãos em súplica.

Para que se torne um vaso de honra;   como Deus o enverga, sem quebrar,

Quando Deus deseja, de todo o coração,             Assumindo o controle da vida de alguém.

Criar um ser tão forte e corajoso, assim como Ele é!

Que deixe o mundo todo admirado,  e de como Deus usa a quem ele quer,                      

Observa o que ele faz, moldando-o a cada passo!

Os meios que emprega!  Cada um dos  atos  de Deus são sábios e perfeitos.

Ver como ele  aperfeiçoa esse homem é inspiração para todos!

Aquele a quem elege!  A conhecer mais do esplendor divino.

Vê como martela e o machuca,  Deus sabe o que está fazendo.e com golpes fortes o transforma, até ser formada nele a plenitude do varão perfeito, que é Cristo Jesus, o Senhor. 



                          -