1 de março de 2015

SAMUEL LAMB O homem que não negou Jesus

SAMUEL   LAMB
O homem que não negou Jesus




Pastor Samuel Lamb fala nesta entrevista que quanto mais perseguições a igreja sofria, mais o povo vinha cultuar a Deus nas igrejas nos lares






Em Guangzhou, uma cidade de mais de 3 milhões de pessoas, eu Fui visitar o pastor Lamb, que estava sob prisão domiciliar. Ele suportou mais de 21 anos de prisão por sua fé e porque ele não iria registrar sua igreja com o governo chinês. Quinze desses anos, ele fez trabalho físico duro em uma mina de carvão depois que ele tentou fazer uma cópia do Novo Testamento. Enquanto Pastor Lamb estava na prisão, tanto sua esposa como sua mãe morreram. As autoridades não se incomodaram de contar isso a ele.

Quando cheguei ao terceiro andar, eu encontrei o meu herói, pela primeira vez.
Pastor Lamb,com um sorriso contagiante,  me convidou para entrar. A primeira coisa que eu lembro de ter visto foi uma longa mesa com cerca de 20 jovens chineses a escrever febrilmente.
Perguntei ao Pastor o que estavam fazendo. Ele com naturalidade, explicou: "Eles estão fazendo cópias manuscritas do Evangelho de João para dar a seus amigos na escola amanhã. Nós só temos uma Bíblia, neste momento, por isso temos de fazer cópias. "
Pensei comigo mesmo: "Isso nunca iria acontecer no meu país. A maioria dos jovens cristãos da América nunca iria pensar em dar um Evangelho de João para seus amigos na escola, muito menos fazer uma cópia manuscrita ".

Enquanto eu me sentei lá com este líder do movimento de igrejas domésticas, ele me contava as suas histórias e me mostrou suas fotos e uma caneta que havia ganho de Ronald Reagan. Foi um presente de um membro da equipe da Casa Branca, que lhe disse: "Presidente Reagan disse-me para pedir-lhe para orar por ele sempre que você usar esta caneta."

Enquanto eu olhava ao redor do apartamento, eu notei as paredes tinham sido derrubadas e estava cheio de bancos de madeira. Cada centímetro do apartamento foi convertido em uma sala de reuniões para a igreja Da Ma Zhan.
Pastor Lamb disse que ele começou a pregar de novo quando ele foi libertado da prisão, e em sua casa a igreja começou a crescer. Um dia, autoridades envolvidas invadiram a reunião e prenderam o pastor Lamb novamente. Eles confiscaram todas as Bíblias e hinários.

Durante três dias, ele foi interrogado, espancado e torturado. Foi-lhe dito para voltar e fechar a casa igreja Da Ma Zhan. Perguntei-lhe: "O que você fez?" "Eu estava na igreja da próxima semana", disse ele, "e disse à congregação que a polícia disse que iria voltar."
"O que aconteceu?", Perguntei. "No próximo domingo", disse ele, "a nossa freqüência à igreja dobrou. Jesus disse: "Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela '. "

Na época, Da Ma Zhan igreja era uma das maiores igrejas domésticas na China.Todas as semanas, mais de 1.500 crentes participavam de mais de cinco serviços.
Como o nosso tempo juntos se aproximava do fim, Pastor Lamb olhou para mim e disse: "Ore por nós meu caro, porque não sabemos o dia de amanhã. Não sabemos quando a tribulação virá. Ore para que o nosso povo possa ter força para enfrentar a perseguição. Eles são ameaçados pelo governo a perderem salário ou emprego se assistirem às reuniões, mas eles ainda vêmMas por favor, não ore para a perseguição  parar. "

Sua última declaração me pegou de surpresa, mas depois percebi que ele viu a perseguição como uma bênção. Cada vez que o governo o prendeu e mandou-o para a prisão, a igreja cresceu.
      Perguntei Pastor Lamb como eu poderia ajudá-loEle me pediu para trazer a eles, mais Bíblias. Ao longo dos anos, eu o tenho visitado  muitas vezes, cada vez trazendo-lhe Bíblias, mas, ainda assim, a cada vez que visitei esta igreja especial nos lares, eu olhei em volta e vi apenas algumas Bíblias-    A necessidade é muito grande!
      Em uma de minhas visitas, Pastor Lamb  disse que a Mesa de Segurança Pública da polícia secreta questionou-lhe sobre a minha visita. Eles perguntaram: "Por que você está reunidos com os estrangeiros? "Eles não são", disse ele. "Eles são meus irmãos."

Um dos destaques da minha vida foi um domingo, quando Pastor Lamb convidou-me para falar com a  igreja Da Ma Zhan. Ele era o meu intérprete.
A perda deste homem foi verdadeiramente grande. Ele era um líder corajoso, um amigo leal, um seguidor de Cristo apaixonado que nunca teve medo de arriscar tudo por causa do Evangelho. 

Eu tinha pedido ao Pastor como ele foi capaz de suportar todos esses anos de prisão. Ele olhou para mim e disse: "Eu meditava nas Escrituras que eu tinha e nas que lembrava de  memória e compunha hinos para adorar a Deus." E, em seguida, ele citou uma de seus passagens bíblicas favoritas que foi escrita da prisão para os cristãos de Filipos e para o jovem Timóteo.
Hoje, como eu me lembro de um dos maiores líderes cristãos que já viveram, meus pensamentos vão para estas belas palavras:
Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora está reservado para mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda. "(II Timóteo 4 : 7-8)

Eu fui abençoado por ter o Pastor Lamb como meu amigo. Ele suportou mais perseguição do que qualquer um que eu já conheci. Ele foi espancado e torturado por sua fé, e ainda assim ele nunca vacilou. Toda vez que eu estava com ele, ele tem um sorriso no rosto e uma canção em seu coração. Ele era um presente de Deus para a igreja subterrânea na China. E seu legado viverá nos corações dos crentes chineses por muitos anos. . . um testemunho de uma vida exemplar e um modelo de coragem de um verdadeiro herói da fé.
Samuel Lamb pode ter sido pequeno em estatura, mas ele era um gigante da fé para mim.