16 de setembro de 2014

A BÍBLIA Martelo que esmiúça a penha

A BÍBLIA      O LIVRO DE DEUS
Muitos já tentaram e outros ainda continuam tentando matar a bíblia com críticas e acusações do tipo o papel aceita tudo, obra feita por homens e de que a palavra contém erros,  mas o fato é que este livro é “ duro de matar”.


Muitos críticos insistem em afirmar que a Bíblia está cheia de erros. Mas o fato é que até agora ninguém conseguiu apontar e confirmar de fato um único erro no texto original das Escrituras. Isto não quer dizer que não haja pontos de difícil compreensão na Palavra de DEUS. Dificuldades, sim; erros, não.
 
A Bíblia mostra a vontade de DEUS, a situação do ser humano, o caminho da salvação, o destino dos pecadores e a bem-aventurança dos crentes.
 Seus ensinos são sagrados, seus preceitos exigem comprometimento, seus relatos são verdadeiros e suas decisões, imutáveis.
 Leia-a para tornar-se sábio e viva de acordo com ela para ser santo.
 A Bíblia lhe ilumina o caminho, fornece alimento para seu sustento, dá refrigério e alegria ao seu coração.
 Ela é o mapa dos viajantes, o cajado dos peregrinos, a bússola dos pilotos, a espada dos soldados e o manual de vida dos cristãos.
 Nela o paraíso foi restabelecido, o céu se abriu e as portas do inferno foram subjugadas.
 CRISTO é seu grandioso tema, nosso bem é seu propósito, e a glorificação de DEUS é seu objetivo.
 Ela deve encher nossos pensamentos, guiar nosso coração e dirigir nossos passos.
 Leia-a devagar, com freqüência, em oração. Ela é fonte de riqueza, um paraíso de glórias e uma torrente de alegrias.
 Ela lhe foi dada nesta vida, será aberta no juízo e lembrada para sempre.
 Ela nos impõe a maior responsabilidade, compensará os maiores esforços e condenará todos os que brincarem com seu conteúdo sagrado.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
A inerrância da Sagrada Escritura deriva-se da natureza própria da Bíblia. Em inúmeras ocasiões a Bíblia descreve a si mesma como a inerrante 
Palavra de DEUS. Eis alguns nomes canônicos da Bíblia:
a) Livro do Senhor (ls 34.16);
b) Escritura da Verdade (Dn 10.21);
c) Escritura de DEUS (Êx 32.16);
d) Lei do Senhor (SI 1.1,2);
e) Lei de DEUS (Js 24.26);
f) Palavra do Senhor (Jr 22.29);
g) Oráculo de DEUS (1 Pe 4: 11);
h) Palavra de DEUS (Mt 1 S :6; At 6:7);
i) Palavra de CRISTO (CI 3.16).
A Bíblia procede do próprio DEUS portanto, é inerrante e infalível. 
 
A seguir, a tradução de um sermão de Charles Haddon  Spurgeon, que é uma verdadeira obra prima em defesa da palavra de Deus

"Eu escrevi-lhe as grandezas da minha lei, porém essas são estimadas como coisa estranha." - Oséias 8:12

Esta é a queixa de Deus contra Efraim. E não é uma prova de sua bondade, que ele se inclina para repreender o erro de suas criaturas? Ele poderia, acaso quisesse, colocar as estrelas como jóias de seu braço e o sol como diadema de sua coroa, tamanho é o seu poder e sua majestade; poderia habitar sozinho, muito acima deste mundo, acima do sétimo céu, e olhar para baixo com indiferença, calma e silêncio sobre todos os feitos de suas criaturas;  e eu, como uma de suas criaturas, poderia ficar a noite em cima do topo de uma montanha e olhar para as estrelas silenciosas e dizer: "Vocês estrelas são os olhos de Deus, mas não se importam comigo aqui em baixo. Seu brilho intenso é a prova de seu poder, mas seus raios não são sorrisos de amor para mim. Deus, o poderoso Criador, me esqueceu; Sou uma gota desprezível no oceano da criação, uma folha seca na floresta dos seres, um átomo na montanha de existência Ele não me conhece; estou sozinho, sozinho, sozinho ". Mas glória a Deus que  não é assim, amados! Nosso Deus gosta de companhia. Ele percebe cada um de nós; Não há uma pessoa sobre a qual seu olho não é fixo. Nossos atos mais secretos são conhecidos por ele e nós estamos debaixo de seu sorriso, pois somos o seu povo;  Oh! como dez mil vezes misericordioso é Deus, que, olhando para baixo sobre a os erros de seu povo, ele não vontade de nos destruir.
Vemos nesse texto que Deus olha para o homem; pois ele diz de Efraim, "Eu escrevi-lhe as grandezas da minha lei, porém essas são estimadas como coisa estranha." 
Mas ao observar o pecado do homem, ele não corre para puni-lo e afastar para longe o pecador. Ele não agarra-o pelo pescoço e lança-o para o abismo do inferno, mas sim, ele desce do céu para repreender suas criaturas; ele argumenta com eles; ele se coloca, por assim dizer, em um mesmo nível com elas e inicia um diálogo.
“Ó Efraim, eu escrevi para ti as grandezas da minha lei, mas eles têm sido a ti, como uma coisa estranha!” Venho aqui hoje à noite no lugar de Deus, meus amigos, para pleitear com você como embaixador de Deus, para cobrar de muitos de vocês um grande erro;  O crime que vocês estão praticando, está aí diante de cada um;  Deus escreveu a todos vocês as grandezas da sua lei, mas essas grandezas  têm sido para vós como uma coisa estranha. 

É relativamente a este bendito livro, a Bíblia, que eu quero falar hoje.  Aqui é o tema do meu discurso, um tema que exige mais eloquência do que possuo;  um tema poderoso, vasto e abrangente, que pode ocupar toda a eloqüência por toda a eternidade, e ainda permaneceria inesgotável.  Quanto a Bíblia, eu tenho três coisas a dizer hoje à noite, e eles estão todos no meu texto. 
Em primeiro lugar, o seu autor, " Eu  lhe escrevi "; 
Em segundo lugar, seus temas –As grandes coisas da lei de Deus; 
E em terceiro lugar-  O seu tratamento-lo comum foi contabilizada pela maioria dos homens uma coisa estranha. 

I.                 Primeiro, então, a respeito deste livro: Quem é o autor?  O texto diz que é Deus. " Eu escrevi-lhe as grandezas da minha lei ". Aqui reside a minha fé na Bíblia, No fato de quem a escreveu ter sido o próprio Deus! Eu abro ela e lá  encontro uma série de livros. Os cinco primeiros foram escritos por um homem chamado Moisés; Sigo adiante e encontro outros. Às vezes eu vejo Davi como escritor de Salmos e também Salomão como o autor de provérbios.  Depois leio Miquéias, em seguida, Amós, então Oséias e em seguida vou para as páginas mais luminosas do Novo Testamento, onde eu vejo Mateus, Marcos, Lucas e João, Paulo, Pedro, Tiago e outros; 

Mas quando eu fecho a bíblia, eu me pergunto, quem é o autor dela? Será que esses homens afirmam conjuntamente a autoria? Eles são os compositores deste enorme volume? Será que eles dividem entre si a honra? 
Em  nossa santa religião a resposta é NÃO! 
Este volume é a escrita do Deus vivo; cada letra foi escrita com o dedo Todo-Poderoso; cada palavra que caiu dos lábios eternos; cada frase foi ditada pelo Espírito Santo. Embora Moisés tenha sido levantado para escrever suas histórias com sua caneta de fogo, Deus guiou a caneta. Pode ser que David tenha tocado sua harpa, e feito salmos com aquelas melodias; mas Deus moveu as mãos sobre as cordas vivas de sua harpa dourada. Pode ser que Salomão cantou cânticos de amor, ou emitia palavras de sabedoria consumada, porém Deus dirigiu seus lábios, e o fez um pregador eloquente. Se eu seguir o estrondoso Naum, quando seus cavalos aram as águas, ou Habacuque, quando ele vê as tendas de Cusã em aflição; se eu ler Malaquias, onde ele vê a terra queimando como um forno; ou se  eu for  para as páginas suaves de João, que fala de amor, ou pelos capítulos de fogo de Pedro, que fala de fogo que consome os inimigos de Deus; se eu voltar para Judas, que lança anátemas diante dos inimigos de Deus. Em todos os lugares e cantos da bíblia, eu encontro deus falando; É a voz de Deus, não do homem; as palavras são as palavras de Deus, as palavras do Eterno, o invisível, o Todo-Poderoso, o Senhor da Terra. Esta Bíblia é a Bíblia de Deus, e quando eu a vejo, parece que ouço uma voz brotando, a partir dela, dizendo: "Eu sou o livro de Deus;. Homem, leia-me que eu sou escrita de Deus, pois ele é meu autor, e você vai vê-lo visível e manifesto em todos os lugares ". 
"Eu escrevi-lhe as grandezas da minha lei." Como você sabe que Deus escreveu o livro?
Isso é apenas o que eu não tentarei provar a você. Eu poderia se eu quisesse, demonstrá-lo, pois tenho argumentos suficientes, tenho razões o suficiente, mas eu não vou ocupar o seu tempo esta noite em trazê-los diante de ti; mas não vou fazer tal coisa. 
Eu poderia te dizer, se eu quisesse, que a grandeza do estilo está acima de uma escrita mortal, e que todos os poetas que já existiram não poderiam, com todas as suas obras unidas, dá-nos uma poesia tão sublime e tão poderosa linguagem como se encontra nas Escrituras. 
Eu poderia insistir nisso, que os assuntos deste livro  vão estão além do intelecto humano; que o homem nunca poderia ter inventado as grandes doutrinas de uma Trindade na Divindade; o homem jamais poderia ter nos dito sobre a criação do universo; ele nunca poderia ter sido o autor da idéia majestosa da Providência divina onde todas as coisas são ordenadas de acordo com a vontade de um grande Ser Supremo, e trabalham juntas para o bem de seu povo. Eu poderia estender-se sobre a sua honestidade, já que conta as falhas de seus escritores; sua unidade, uma vez que nunca se desmente; sua simplicidade mestre, que até o que nunca estudou entende e sua sabedoria divina a qual nem o maior dos filósofo pode compreender; e eu poderia citar mais uma centena de coisas, o que todos provam, a uma demonstração de que o livro é de Deus. 

Mas eu não vim aqui para provar isso. Sou um ministro cristão, e vocês são cristãos, ou professam sê-lo; e nunca existiu qualquer necessidade de ministros cristãos para provarem o óbvio que este livro nunca foi obra de homens e as aparente contradições que alguns imaginam ter são exclusivamente falta de revelação do Espírito Santo, o que também eu não posso condenar como pecado sem perdão, pois também já pensei assim, em meus tempos de pregador liberal.
Pode haver alguém aqui esta noite que veio sem fé, um homem da razão, um livre-pensador. Com ele eu não tenho nenhum argumento a não a minha própria história, pois eu também já fui como um deles. Houve um tempo em que cortei os cabos de minha âncora da fé, um tempo  em que naveguei sem os mapas da revelação; Eu permiti que meu navio ficasse à deriva diante do vento; Eu disse a razão: "Sê meu capitão"; Eu disse para o meu próprio cérebro: "Sê meu leme;" e eu comecei a minha viagem louca.Graças a Deus, está tudo acabado agora; mas vou dizer-lhe sua breve história.
Eu era um apressado navegador que velejava pelo tempestuoso mar  da liberdade de pensamento. Eu ia mar adentro e quanto mais distante ia, mais o céu ficava escuro mas para compensar essa deficiência, as águas ficavam brilhantes e cintilantes de brilho. Eu vi faíscas para cima, que me agradavam, e eu pensei: "Se isto é o livre pensamento, é uma coisa muito boa!.
Mas o tempo mostrou outra realidade e o meu raciocínio e imaginação, que eram meu orgulho, se tornaram meus pesadelos.
" Meus pensamentos pareciam jóias, e não tinha limite a minha imaginação, mas  em vez de ter visões de Deus eu via demônios terríveis e cruéis, levantarem-se a partir das águas, e eles rangiam os dentes, e sorriam para mim; eles arrastavam a proa do meu navio e me levavam para o fundo do mar, foi então que eu vi o terrível preço de ter passado os antigos marcos da minha fé. Comecei a duvidar da minha própria existência; Eu duvidava que houvesse um mundo, eu duvidava que houvesse tal coisa como a mim mesmo. Eu fui até as profundezas dos reinos sombrios da incredulidade. Fui até o fundo do mar da infidelidade. Eu duvidava de tudo. Mas foi  aqui que o diabo frustrou-se: porque pela própria extravagância da dúvida, eu fui liberto.
 Só quando vi o fundo desse mar, veio uma voz que dizia: "E pode esta dúvida ser verdade?" Neste exato momento eu acordei e tive uma revelação de que até a fé tem os seus caminhos e todo aquele que quer caminhar seguro precisa andar pelo caminho demarcado pela palavra de Deus . “ Não te desvies nem pela esquerda e nem pela direita. ”Comecei então a deixar esta estrada da liberdade de pensamento e a levar a minha mente cativa a palavra de Cristo. Quando me levantei, a fé tomou o leme; a partir daquele momento eu não duvidava. A fé me guiou de volta; gritou a  fé: "Fora, fora o raciocínio da carne, a filosofia dos homens!" Eu lancei minha âncora no Calvário; Ergui os olhos para Deus; e aqui estou eu, "vivo, e fora do inferno." 
Por isso, eu falo o que eu sei. Eu naveguei essa perigosa viagem, mas cheguei seguro à terra. Pergunte-me novamente se quero voltar a ser um infiel! Pergunte-me se quero ser voltar a ser um liberal Não; Eu já tentei ser livre, ser reacionário; era doce no início, mas amargo depois. Agora, amarrado ao evangelho de Deus com mais firmeza do que nunca, de pé, como em uma pedra que não se move, eu desafio os argumentos do inferno para me mover; porque "Eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que ele é poderoso para me guardar até o dia final." 
"Eu escrevi-lhe as grandezas da minha lei." Em primeiro lugar, meus amigos, ficar em cima deste volume, e admirar a sua autoridade. Este não é um livro comum. Não são as palavras dos sábios da Grécia; aqui não são as declarações de filósofos dos séculos passados. Se estas palavras foram escritas por um homem, podemos rejeitá-los; Oh! Mas deixe-me pensar o pensamento solene, que este livro foi feito pela própria mão de Deus! Deixe-me olhar para a sua data; é datado das colinas do céu. Deixe-me olhar para as suas cartas; elas trazem a glória eterna ao meu coração. Deixe-me ler os capítulos; eles são grandes com significado e mistérios desconhecidos. Deixe-me examinar suas profecias; estão grávidas com impensadas maravilhas. Oh, livro dos livros! E foste escrito por meu Deus? Então eu me curvo diante de ti. 
Tu livro de grande autoridade! tu és uma proclamação do Imperador do Céu; longe esteja de mim exercitar minha razão em contradizer-te. Oh razão! Teu lugar é para ficar e descobrir o que significa este precioso livro de Deus, não para dizer o que este livro deveria ser.  Vem tu, minha razão, meu intelecto, senta-te para baixo e ouvir, porque estas palavras são as palavras de Deus.   Oh! se você pudesse sempre lembrar que esta Bíblia foi, na verdade,  realmente escrita por Deus. Oh! se vocês pudessem expiar dentro das câmaras secretas do céu, se vocês pudessem ter visto Deus segurando a caneta nas mãos dos homens que escreveram essas cartas, então, vocês teriam muito mais  respeito; mas eles são tanto a letra de Deus como se você tivesse visto a Deus escrevê-los. Esta Bíblia é um livro de autoridade; é um livro autorizado, pois Deus o escreveu. Oh! Orem para  que nenhum de vocês desprezem a sua marca  de autoridade, pois ela é a Palavra de Deus. Então, uma vez que Deus escreveu, confiem na sua veracidade.Se eu tivesse escrito, haveria vermes críticos que de uma só vez pulariam sobre ele e o devorariam;  Mas esta é a Palavra de Deus; Podem vir, pesquisadores, críticos, arqueólogos, crentes liberais e tentem  encontrar uma falha; examinem-na, desde a sua gênese à sua revelação, e tentem encontrar um erro. Esta é uma veia de ouro puro, não ligado por quartzo, ou qualquer substância terrena. Esta é uma estrela sem um pingo; um sol sem mancha; uma luz sem a escuridão; uma lua sem sua palidez; uma glória sem penumbra. Oh Bíblia! Isso  não pode ser dito de qualquer outro livro, por melhor que ele seja; mas de ti podemos declarar toda a sabedoria está recolhida em ti, sem uma partícula de loucura. Ali está o juiz que põe fim à contenda, onde a inteligência e a razão falharam. Este é o livro livre de qualquer erro; porque é puro, a pura e perfeita verdade.Por quê? Porque Deus o escreveu. Ah! Quer acusar  a Deus de ter cometido erros em seu livro ou  dizer-lhe que seu livro não é o que deveria ser. Já ouvi homens, com terrível falsa modéstia que gostariam de alterar a Bíblia; tirar alguns versos aos quais não eram favoráveis e acrescentar outros que lhes agradavam. Mas Deus zela pela sua palavra, para a cumprir.
Ó vós que não gostam de certas partes das Sagradas Escrituras, a certeza de que seu gosto é corrupto, e que Deus não vai te deixar impune por esta sua opinião. Sua aversão é a razão pela qual Deus escreveu. Deus escreveu o que você não gosta; , escreveu a verdade. 

Oh! vamos dobrar em reverência diante dela, pois Deus a inspirou. É a pura verdade. Aqui dessa fonte jorra água da vida, sem uma única partícula de terra; aqui a partir deste sol procedem raios de esplendor, sem a mistura de trevas. Abençoada Bíblia! tu és toda a verdade.