27 de outubro de 2015

Jerry McAuley, o apóstolo dos desesperados

Jerry McAuley,
 “De bêbado desprezado a um dos homens mais amados de New York”




Jerry McAuley era o tipo de homem que ninguém queria ter como parente ou amigo, ele era ruim por completo, o tipo de pessoa que chamamos de "impossível de se consertar". Nascido na Irlanda, em 1839, ele foi criado por uma avó porque sua mãe não podia ou não queria cuidar dele. Quem era seu pai, ele não sabia. A avó o amaldiçoava quando ele a chamava enquanto ela rezava o rosário.
Cresceu largado e  sem correção, ele vagou de casa em casa, sempre roubando e causando problemas onde quer que fosse. Aos 13 anos, Jerry foi enviado para Nova Iorque para viver com sua irmã e cunhado. 

Esse arranjo não durou muito tempo; ele logo se mudou para as favelas de Lower East Side em Nova York.  O roubo era sua principal "ocupação"; ele roubava para comprar roupas e beber.
Durante os próximos cinco a seis anos, Jerry tornou-se um dos bandidos mais odiados no bairro. Mais tarde, ele disse de si mesmo ", Roubar para mim veio a ser natural e fácil."

Seu estilo de vida resultou em muitas estadias no presídio local. Às vezes, ele foi mantido apenas alguns dias e em outras vezes ele foi preso até seis meses.


Em sua adolescência, Jerry podia causar medo no coração de qualquer um que ele fixasse seu olhar. Ele era um incômodo para todos e até mesmo os vendedores de rum queriam livrar-se dele. Olhando para ele, alguém poderia  perguntar se ele não era um daqueles vasos de desonra que a bíblia fala, que nasceram destinado a ira. Ele tinha uma testa recuada e pequena, olhos profundos com uma boca larga, nariz saliente.Ele era forte, um tanto alto, braços longos e mãos grandes.
Um dia, ele fugiu para a casa de parentes em Nova York. Depois que ele  fugiu, começou a roubar  e sua vida a partir disso, era da rua para a prisão, da prisão para a rua. Quando ele tinha dezenove anos, as autoridades o levaram a julgamento e ele foi condenado a quinze anos de prisão. Pela primeira vez em sua vida, Jerry viu-se obrigado dentro da prisão a  obedecer a regras. Ele viu também que essa era a sua única chance de recuperar a liberdade. Ele também aprendeu a ler. Foi nessa época que leu a respeito de Orville Gardner, um ex-amigo que havia se tornado um cristão. Jerry queria a esperança que ele viu em Orville Gardner. Ele começou a ler a Bíblia e começou incessantemente a orar. Finalmente uma noite uma presença sobrenatural apareceu em sua cela e uma voz parecia dizer: "Filho, os teus pecados que são muitos estão perdoados". McAuley porém, não foi de todo transformado depois desse encontro com  o Senhor, ele ainda bebia muito e continuava lutando as brigas de rua. Mas naquela noite ele se converteu.

Perdoado pelo governador Horatio Seymour, ele foi livre em 8 de Março de 1864. Depois de ter outro encontro com Deus e ter na sua fé uma renovação, Jerry McAuley começou a trabalhar para Deus. Ele economizou todo o dinheiro que ganhava e no dia, 08 de outubro de 1871, abriu a missão Water Street em New York City para recuperar a homens imprestáveis como ele. Situado em um salão de dança, ela foi a primeira missão de resgate nos Estados Unidos, o precursora de muitas outras mais.
Centenas de homens se transformaram e abandonaram a sua vida de pecado e miséria para se converterem a Cristo. Jerry também inspirou Emma Mott Whittemore para começar a sua porta da missão de esperança para as mulheres caídas. A vida de Jerry demonstra o poder de Deus para fazer o impossível: para mudar vidas que são podres por dentro, mas ainda são amadas por Jesus.

Vida e Ministério de Jerry McAuley




A EXPERIÊNCIA NA PRISÃO
Aos 19 anos, Jerry foi falsamente acusado de um roubo, condenado por falsas acusações, e enviado para a prisão de Sing Sing por 15 anos. Era janeiro 1857.

No final do passeio de trem de 30 milhas de New York City para Sing Sing, Jerry leu a placa sobre a entrada da prisão: "O caminho do transgressor é duro." Ele sabia bem deste provérbio e já  tinha ouvido isso muitas vezes.

Em seu livro “Transformado”, Jerry escreveu, "Todos os ladrões e pessoas más sabem o que estão fazendo e eles sabem, também, que eles estão fora da Palavra. É um provérbio muito usado em todos os bares e casas noturnas e confirmado pela experiência diária. E como é estranho sabendo muito bem que o caminho é duro, o transgressor ainda vai e passa sobre este caminho. "

Durante este passeio de trem foi a primeira vez em sua vida, ele sentiu dor na medida em que ele estava disposto a fazer algo que ele nunca tinha feito antes: Obedecer regras. Jerry concluiu que a única maneira que ele poderia ter alguém para ouvir a sua história de inocência e ajudá-lo, era seguir as regras da prisão. 

Projetada no final do século 18, Sing Sing era uma prisão de segurança máxima escura e úmida, onde falar não era permitido e a tortura era galopante. As células eram muito pequenas 2,5 x 2,00 metros. Não havia janelas nas células e apenas um balde de encanamento. O odor era tão forte que era difícil respirar, por vezes, e os ratos, baratas, piolhos, pulgas, percevejos e estavam por toda parte.




Jerry, atribuído a trabalhos forçados na loja de tecelagem de tapetes, era um prisioneiro modelo para os primeiros dois anos.Ele aprendeu a ler e escrever e ele foi autorizado a utilizar a biblioteca, que continha algum material religioso. Mas ele optou por ler romances baratos que eram furtivamente ilegais na prisão. Eventualmente, como a maioria dos prisioneiros daquela época, sua saúde começou a falhar. Sua inquietação e mau humor o levaram a punição, o que agravou seu estado de saúde e deixou ainda mais amargo e duro de coração.



SAINDO DA PRISÃO
Depois de cinco anos de prisão, Jerry experimentou o primeiro de três eventos significativos que possam levar a uma mudança de vida real. Em um culto na capela domingo, ele ouviu Orville Gardner testemunho de sua conversão cristã. Jerry foi às lágrimas por este testemunho. Ele sabia que Orville tinha sido sincero, porque ele tinha sido o seu comparsa, em muitos atos criminosos.

O poderoso testemunho iniciou uma busca de Jerry através da Bíblia para obter respostas. Noite após noite ele leu a palavra, o que o levou a um desejo ardente de experimentar a mesma mudança que ele tinha visto na vida de Orville. E quase sempre, uma pequena voz dentro dele dizia: "Ore". Ele não sabia como orar. A voz interior novamente disse: "Você não se lembra a oração do publicano:" Deus, sê propício a mim, pecador? '"A luta continuou e continuou.

"Foi como se Deus estivesse lutando contra o diabo pela minha vida", Jerry recordou mais tarde. "Para cada pensamento mau que vinha a minha mente, eu me lembrava de um versículo da Bíblia."

Durante três ou quatro semanas, a luta continuou sem tréguas por parte do diabo, inúmeras vezes, ele tentava se ajoelhar para orar ,mas não conseguia, tamanha era a opressão sobre sua mente. Um dia uma missionária chegou à prisão e orou com ele. Quando ele viu e ouviu ela literalmente, clamando ao Senhor em oração, ele se ajuntou a ela na intercessão e a luta se intensificou.  Naquela noite, depois de grande batalha, ele foi salvo por Cristo e encontrou o perdão que tanto procurava.

"De repente, parecia que algo sobrenatural estava no meu quarto", escreveu ele em Transformado. "Eu estava com medo de abrir os olhos. Eu estava em agonia e as lágrimas rolaram do meu rosto em grandes gotas. Como eu ansiava por misericórdia de Deus! Só então, no auge da minha angústia, parecia como se uma mão foi colocada sobre a minha cabeça, e estas palavras veio a mim: 'Meu filho, os teus pecados que são muitos estão perdoados. " Eu não sei se eu ouvi uma voz, mas as palavras foram claramente faladas a minha alma. Eu me levantei depressa e  andava para cima e para baixo na minha cela. Uma luz celestial parecia encher aquela pequeno quarto. A suavidade e um perfume como a fragrância das flores invadiu aquele ambiente fedorento. Eu não sabia se eu estava vivo ou já tinha morrido. Batia palmas e gritava "Louvado seja Deus! Louve a Deus!'"

Mesmo depois de muitos momentos de grande alegria e gozo no Senhor em seu ministério, Jerry sempre apontou para aquela noite como a noite mais memorável de sua vida, foi ali que aconteceu sua conversão a Jesus Cristo.

Em 8 de Março de 1864, Jerry foi perdoado e libertado, com 26 anos de idade. Apesar do poderoso encontro com Deus em sua cela, ele por tempo ainda demonstrou uma fé vacilante e  instável. Porém as lições que aprendeu durante este tempo de prisão mais tarde o ajudaram a moldar seu estilo de operar a primeira missão de resgate na América do Norte.


A NOVA VIDA
Perto do final da década de 1860, uma espécie de renascimento aconteceu em sua vida, pois Jerry havia se esfriado na fé. Sua namorada Maria, iniciou um estudo bíblico e reunião de oração na casa de Mr. and Mrs. Smith Franklin.

Durante o tempo de oração, Mrs. Smith fervorosamente intercedeu em nome de Jerry, gritando em voz alta e chorando abertamente por sua vida. Quando Jerry viu o quanto a mulher que ele amava lutava por ele,  a dureza de seu coração foi quebrada e ele foi restaurado depois de  mais de dois anos de desviado. Ele começou a chorar e gritar: "Deus, sê propício a mim, pecador". Ele repetiu isso mais e mais, acrescentando: "em nome de Jesus" até que sentiu uma alegria calma e limpa.

Franklin Smith descreveu este evento de mudança de vida muitos anos mais tarde: "Houve um onde de eletrecidade que entrou no quarto, algo semelhante a um relâmpago, que todos os presentes viram e sentiram. Jerry caiu sobre seu lado de bruços no chão, com lágrimas escorrendo de seus olhos. "Oh Jesus, você voltou, você voltou", ele gritava: "Bendito seja o seu nome. '" Henry e os Smiths se assustaram; eles se levantaram e sairam   correndo  para fora.



A MISSÃO DE RESGATE
Logo após este segundo evento de mudança de vida, Deus enviou uma pessoa muito importante na vida de Jerry. Frederick A Hatch, que se tornou seu amigo e conselheiro e o ajudou durante alguns momentos difíceis nos próximo anos de sua vida. De 1870 a 1872, Jerry trabalhou em muitos postos de trabalho e perdeu a maior parte por causa de seu testemunho corajoso sobre Jesus, e assim  Deus preparava seu futuro ministério.

Sobre o mesmo tempo, Maria começou a viver a sua vida para o Senhor. Depois de morar em Nova Jersey e Nova Inglaterra, no início de 1872 ela voltou para Nova York, onde ela e Jerry se casaram.

Nesse mesmo ano, Jerry começou a considerar o trabalho para o Senhor com prioridade em sua vida e começou a servir  a Deus em tempo integral
. Um dia, enquanto cantava e louvava a Deus, trabalhando em um porão como porteiro, Jerry teve uma visão do que ele sentiu que Deus queria que ele fizesse: Jerry lavava e limpava as pessoas sujas  do lado de fora e as fazia entrar em sua  casa, e quando elas entravam, o Senhor as limpava por dentro. Esse  momento na presença do Senhor trouxe rios de lágrimas aos olhos de Jerry, que  prometeu ir e servir, se o Senhor abrisse o caminho.

Este terceiro evento significativo em sua vida, levou Jerry a iniciar outra luta para arrecadar dinheiro para uma missão. Com a ajuda de Fredrick Hatch, em Outubro de 1872, tomou posse da 316, Water Street. Ele usou o dinheiro arrecadado para iniciar a sua inesquecível missão de resgate em New York.


UM LEGADO DURADOURO
Nos próximos 12 anos, Jerry foi fundamental para a conversão de milhares de pessoas a Cristo. O terno amor e aceitação que ele mostrou aos desamparados moradores das ruas, conquistou muitas almas. Centenas de missões foram abertas depois que viram o sucesso da missão de Jerry e milhões de vidas foram transformadas como resultado direto e indireto do ministério de Jerry.

Em uma tarde de setembro em 1884, Jerry McAuley passou a estar com o seu Senhor. Sua morte foi o resultado de tuberculose havia contraído enquanto em condições deploráveis ​​de Sing Sing. Parecia que a cidade inteira  de Nova York veio a seu funeral, caixão aberto para ver este homem único que teve a visão para abrir a primeira missão de resgate para o povo das favelas. Seu cortejo fúnebre se equiparou ao de grandes presidentes americanos até hoje não se viu na história americana um homem civil que deixasse tantas saudades.

As missões de resgate que estão agora em quase todas as grandes cidades dos Estados Unidos e em muitas cidades estrangeiras são um testemunho de como Deus resgatou das trevas  Jerry McAuley e o libertou para torná-lo um exemplo de misericórdia a ser imitado por todo o mundo e uma prova que Deus existe e ama o mais vil pecador.