Marcadores

Igrejas e Ministérios (134) GRANDES PREGADORES E AVIVALISTAS (40) HERÓIS DE NOSSA ÉPOCA (24) MISSIONÁRIOS QUE MUDARAM NAÇÕES (23) MULHERES DE FÉ (23) MESTRES DA IGREJA (20) EVANGELISTAS E MISSIONÁRIOS (17) GIGANTES DA FÉ (17) PRESBITERIANOS INESQUECÍVEIS (17) BATISTAS FAMOSOS (13) ESCRITORES E PENSADORES (12) REFORMADORES DA IGREJA (10) ANTIGOS METODISTAS (9) FILMES QUE TOCAM O CORAÇÃO (8) O LENDÁRIO EXÉRCITO DA SALVAÇÃO (7) ENTREVISTAS " FABULOSAS" (6) Esses Cristãos Extraordinários (6) HOMENS DE ORAÇÃO (6) MISSÕES (6) OS PURITANOS (6) PIONEIROS NO BRASIL (6) 15 COISAS QUE PRECISO SABER EM TEMPOS DE GUERRA (5) A B SIMPSON (5) LUTERANOS RENOMADOS (5) O Espírito Santo (5) A inabalável Corrie Ten Boom (4) EVANGELISTAS NOTÁVEIS (4) PASTORES E PROFETAS (4) 300 Profecias sobre o Messias de Israel (3) D L MOODY ESTUDOS E SERMÕES (3) O QUE PREGAVAM OS AVIVALISTAS INGLESES DO PASSADO? (3) “Os Deveres Mútuos dos Maridos e Esposas" (3) ENFIM LIVRE Martin Luther King (2) John Wesley usando o dinheiro para nos abençoar (2) Katharina Von Bora Lutero (2) Peter Marshall - Capelão do Senado Americano (2) Robert Hall Glover Pregando sobre Intercessão Missionária (2) SPURGEON (2) Bill Machesney O VERDADEIRO FILHO DO REI (1) Bud Robinson O MONTE MORIAH Lugar de sacrifício (1) Charles Finney (1) J WILBUR CHAPMAN (1) JOHN CENNICK Evangelista Morávio (1) Patricia St. John (1) Ralph Emerson Filósofo Cristão (1) Robert Lewis Dabney (1) Robert Murray M'Cheyne (1) Robert Pearsall Smith (1)

16 de dezembro de 2014

A B SIMPSON MINHA VIDA ANTES E DEPOIS DE CONHECER JESUS



A B SIMPSON
MINHA VIDA ANTES E DEPOIS DE CONHECER JESUS


Muitos buscam apenas as bênçãos que Cristo pode dar - perdão, paz, cura, sabedoria, santificação, poder - mas A. B. Simpson nos ensina a buscar a pessoa de Cristo e a receber as bênçãos provenientes da nossa união com ele. Oprimidos por sentimentos de culpa e temor. A. B. Simpson descobriu em Jesus a coragem e a liberdade de que tanto precisava. Debilitado por um colapso nervoso e uma deficiência coronária, buscou a cura, mas acabou encontrando muito mais: descobriu em seu coração o Senhor da saúde. Limitado por um bloqueio mental, ele recebeu de Jesus uma capacitação que o transformou num produtivo pastor, escritor e executivo - um dos grandes lideres evangélicos do final do século XIX. Das oitentas obras que A. B. Simpson escreveu, este livro traz uma seleção do que há de melhor - alimento sólido que enriquecerá a sua vida - e esse alimento é Jesus Cristo, Ele Mesmo!

!Gostaria de levar o pensamento de cada um a focalizar-se em Jesus, e somente nEle.
É comum ouvirmos os crentes dizerem: “Ah, como eu gostaria de obter a bênção da cura divina. Mas ainda não a obtive.”
E outros afirmam: “Eu já.”
Mas quando lhes pergunto: “O que obteve?”, não sabem responder.
Alguns dizem: “Recebi a bênção.” “Recebi a cura.” “Recebi a santificação.”
Mas, graças a Deus, o que devemos desejar não é a bênção, nem a cura, nem a santificação, nem outra coisa qualquer, mas Alguém muito superior. Devemos desejar Cristo, o próprio Cristo.
PRECISAMOS DE UMA PESSOA

Encontramos na Palavra a afirmação “Ele mesmo tomou as nossas enfermidades e carregou com as nossas doenças” (Mt. 8:17); “Carregando Ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados” (I Pe. 2:24). É a Pessoa de Jesus Cristo que devemos desejar. Muitos indivíduos têm uma idéia sobre Cristo, mas não passam disso. Têm um conceito na mente, na consciência e na vontade, mas Ele mesmo ainda não faz parte da vida deles. Assim só possuem um símbolo e uma expressão material de uma realidade espiritual.

Certa vez vi uma reprodução da Constituição dos EUA feita sobre uma chapa de cobre. Quando se olhava de perto, via-se apena um texto impresso. Mas quando se afastava um pouco, divisava-se na chapa a efígie de George Washington. Vistas de certa distância, as letras formavam os traços de Washington, e quem olhasse para elas enxergava apenas a pessoa e não as palavras, nem as idéias. Então ocorreu-me um pensamento: “É assim que devemos olhar para a Bíblia, para entender os pensamentos de Deus. Neles vemos o amoroso rosto de Jesus delineando-se em meio às palavras. Ali está o próprio Jesus, que se apresenta como a Vida, a Fonte de Vida, e a presença constante que a sustenta.”

Durante muito tempo orei a Deus pedindo a santificação, e muitas vezes achei que a havia recebido. Houve até uma ocasião em que senti algo diferente, e me agarrei àquela experiência, receoso de a perder. Fiquei acordado a noite toda, temendo que ela me escapasse, e é claro que, assim que a emoção e a sensação momentânea se esvaíram, ela desvaneceu também. Perdi-a, porque não me firmara em Jesus. É que estivera bebendo pequenos goles de um imenso reservatório, quando poderia estar imerso na plenitude de Cristo.

Às vezes, nos cultos, via pessoas dando testemunho sobre o gozo espiritual, e até achava que eu também o experimentara, mas não conseguia conservá-lo. É que minha fonte de alegria não era Jesus. Afinal, um dia, ele me disse com muita mansidão:
“Meu filho, receba-me, e eu próprio serei a fonte constante de tudo isso.”

Então resolvi despreocupar-me da santificação e da bênção em si, e passei a contemplar o próprio Cristo. Assim, em vez de ter uma experiência, entendi que tendo Cristo tinha quem era maior do que uma necessidade do momento, tinha o Cristo que era tudo de que necessitava. E ali O recebi, de uma vez para sempre.
Assim que O vi por esse prisma,
experimentei um revigorante descanso. Tudo ficou acertado de uma vez por todas. Nele tinha tudo de que precisava, não apenas para aquele momento, mas para o outro, e o outro, e o outro, e assim por diante. Vez por outra, Deus me deixa entrever como será minha vida daqui a um milhão de anos, quando resplandeceremos “como o sol, no reino de (nosso) Pai (Mt. 13:43) e teremos “toda a plenitude de Deus” (Ef. 3:19).

MEU GRANDE SEGREDO
Se eu afirmasse agora que possuo uma fórmula secreta para se obter riqueza e sucesso, que recebi diretamente do céu, e que, por meu intermédio, Deus daria grandes quantidades dela a quem quisesse, todo mundo ficaria muito interessado. Pois quero mostrar-lhes na Palavra de Deus uma oferta muito mais valiosa que essa suposta fórmula. Inspirado pelo Espírito, o apóstolo Paulo diz que existe um “mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações” (Cl. 1:26). Trata-se de um segredo que o mundo tem procurado, mas não encontra; um segredo que os sábios estão sempre desejando. E o Senhor nos garante que “agora, todavia, se manifestou aos seus santos”. E Paulo viajou pelo Império Romano entregando essa mensagem a quem estivesse apto para recebê-la. Eis o segredo: “Cristo em vós, esperança da glória” (vs. 27).
O grande segredo é: “Cristo em vós”.

E eu o passo a você agora, se quiser crer no que Deus diz. Para mim, ele tem sido maravilhoso. Faz alguns anos busquei a Deus, cheio de temores e de sentimentos de culpa. Apliquei esse segredo à minha vida e foi a solução para todas as minhas preocupações e meu fardo de pecados. Mas depois, após algum tempo, vi-me outra vez dominado pelo pecado, e a tentação me parecia forte demais. Busquei a Deus, e de novo Ele me disse: “Cristo em vós”.
Foi assim que obtive a vitória, o descanso, as bênçãos.

Antes era a bênção, agora é o Senhor.
Antes era o que eu sentia; agora é a Palavra.
Antes eu queria os dons; agora o Doador.
Antes queria a cura; agora basta-me o próprio Jesus.
Antes era o esforço penoso; agora, a confiança perfeita.
Antes era uma salvação incompleta; agora é a perfeição.
Antes me segurava nEle; agora Ele me segura firmemente.
Antes estava sempre à deriva; agora minha âncora está firme.
Antes era um planejamento incessante; agora a oração da fé.
Antes era uma preocupação constante; agora Ele cuida de tudo.
Antes era o que eu queria; agora é o que Jesus disser
.
Antes era uma petição constante; agora, adoração incessante.
Antes era eu quem trabalhava; agora Ele age por mim.
Antes eu tentava usá-Lo; agora é Ele que me usa.
Antes queria o poder; agora tenho o Todo-Poderoso.
Antes trabalhava por vaidade; agora, tão somente para Ele.
Antes tinha esperança de conhecer Jesus; agora sei que Ele é meu.
Antes minha luz era intermitente; agora brilha intensamente.
Antes esperava a morte; agora anseio por Sua volta.
E minhas esperanças estão firmadas no céu.


(Extraído do livro Jesus Cristo, Ele Mesmo, Editora Betânia)