9 de agosto de 2011

Martin Loyd-Jones, avivamento na palavra

MARTIN LOYD-JONES    O médico pregador
'' O DOUTOR '' ( carinhosamente chamado por seus amigos )

Um dos maiores perigos da vida espiritual é viver em função de suas próprias atividades. Em outras palavras, a atividade não está em seu devido lugar como algo que você faz, mas tornou-se algo que o leva a manter-se em movimento.
D. Martyn Lloyd-Jones



A maneira de provar a si mesmo, a
maneira de provar qualquer homem, é olhar debaixo da superfície.
D. Martyn Lloyd-Jones


Lutando com a verdadeReconhecimento do Dr. Martyn Lloyd-Jones

      – O dr. Martyn Lloyd-Jones foi provavelmente o maior pregador Britânico do século vinte. O seu ministério em Westminster Chapel e os seus escritos grangearam-lhe respeito e admiração em todo o mundo. Ele teve uma influência decisiva em muitos indivíduos e no evangelicalismo como um todo.

Ele nasceu em Cardiff, Sul de Gales, no dia 20 de Dezembro de 1899 tendo vivido por algum tempo em pequenas aldeias no Centro de Gales. Depois de ter frequentado um liceu em Londres entre 1914 e 1916, foi como aluno estagiar medicina no Hospital de S. Bartolomeu. Em 1921 ele começou a trabalhar como assistente do Médico Real, Sir Thomas Horder.

Depois de lutar com a chamada para pregar durante dois anos, em 1927 ele voltou ao País de Gales, tendo-se casado com Bethan Phillips, aceitando um pedido para ministrar numa igreja em Aberafan (Port Talbot).

Então, depois de uma década a ministrar em Aberafan, regressou a Londres, a Westminster Chapel, onde pastoreou com o Dr. Campbell Morgan. No dia antes de ele ser aceite oficialmente na sua nova responsabilidade, rebentou a guerra na Europa. Durante o mesmo ano (1939) ele tornou-se presidente da Comunhão de Estudantes Inter-Varsity (conhecida hoje como a Comunhão Cristãs nas Universidades e Escolas no Reino Unido). Durante a guerra ele e a família moveram-se para Haslemere, Surrey. Em 1943 o Dr. Morgan aposentou-se, deixando Jones como único Pastor de Westminster Chapel.

O dr. Lloyd-Jones era famoso pelo seu estilo expositivo na pregação, e nos cultos de Domingo de manhã e à noite, em que ele pregava, eram atraídas centenas de pessoas, como também nos estudos Bíblicos às sexta-feiras que eram sermões no mesmo estilo. Ele levava muitos meses – mesmo anos – a expor um capítulo da Bíblia, versículo por versículo. Os seus sermões muitas vezes duravam entre cinquenta minutos, uma hora, atraindo muitos estudantes das universidades e escolas em Londres. Os seus sermões também eram transcritos e impressos praticamente literalmente, sendo lidos com avidez pelos que gostavam das suas pregações.

Lloyd-Jones continuou o seu ministério em Westminster Chapel até 1968, quando teve que ser submetido a uma enorme operação, fazendo-o reformar-se.

Foi pouco depois dele se reformar que eu encontrei o homem conhecido como “O Doutor” por todos os que o conheciam. Ele estava a viver em Ealing, Oeste de Londres. Eu fui convidado par ir a casa dele pelo seu neto, Christopher Catherwood, que mais tarde continuou a editar em livros muitos dos sermões de Lloyd-Jones.

Pouco depois de me ter encontrado com “O Doutor”, que era um homem baixo com uma presence ponderosa, Christopher confidenciou-me que o avô tinha o terno hábito de ser partilhado pelos seus netos.

O dr. Martyn Lloyd-Jones pregou pela última vez no dia 8 de Junho de 1980 na Barcombe Baptist Chapel. Depois de uma vida inteira de trabalho, ele morreu em paz quando dormia na sua casa em Ealing no dia 1 de Março de 1981. Um culto bem assistido de acção de graças foi realizado em Westminster Chapel no dia 6 de Abril.

Ele gostava muito de ver Wrestling (Luta) na TV. Parece-me que o seu gosto pela luta derivava do facto de ele sempre lutar com passagens difíceis na Bíblia. E, contrariamente ao que se passa nos lutadores do Wrestling, a luta dele era real, e a sua congregação apreciava sempre as suas conclusões.





Minha opinião acerca de tudo o que me acontece dever ser regida por estas três coisas: a compreensão que tenho acerca de quem sou, a consciência que tenho de para onde vou, indo e o conhecimento que tenho do que me espera quando eu chegar lá.
D. Martin Lloyd-Jones


Esta é a coisa fundamental, a mais séria de todas: que estamos sempre na presença de Deus.
D. Martyn Lloyd-Jones


PEQUENOS SERMÕES

Outra tradução (do Salmo 73.28) podia ser esta: «quanto a mim bom é estar junto a Deus» ... A sua maior ambição vem a ser precisamente esta: ficar perto de Deus. ... Todos nós estamos ou longe ou perto de Deus ... de sorte que é vitalmente importante que cheguemos à resolução tomada por este homem, de ficar perto de Deus.

... o que tomava o lugar de primazia em sua mente era algo parecido com isto. Revisando sua triste experiência chegou à conclusão de que o que realmente havia de errado com ele ... era simplesmente o fato de que ele não se mantinha perto de Deus. Ele tinha pensado que era o fato de que os ímpios pareciam prosperar enquanto que ele só experimentava dificuldades.

Mas agora, havendo recebido no santuário de Deus a iluminação necessária, ele vê com toda a clareza que não era essa, de modo nenhum, a causa radical do seu problema. Só uma coisa importa: é a relação do homem com Deus. Se estou perto de Deus, diz este homem, realmente não importa o que me aconteça; mas se estou longe de Deus, nada pode andar bem, em última análise...
Este é o princípio e o fim da sabedoria na vida cristã. No instante em que nos movemos para longe de Deus, tudo vai mal. O segredo por excelência é ficar perto de Deus. Quando falhamos, somos qual navio que, em alto mar, perde de vista a estrela polar, ou cuja bússola deixa de funcionar bem. Se perdermos nossos pontos de apoio, não devemos ficar surpresos ante as consequências. É isso que este homem descobriu: «É isto de que eu preciso», diz ele; «não das bênçãos, não da prosperidade que outras pessoas têm. ... Portanto, tomo a seguinte resolução: De minha parte, vou viver perto de Deus. Será sempre essa a coisa mais importante de minha vida. Cada dia que vai chegando vai se iniciar com esta convicção. Direi a mim mesmo: Haja o que houver, o que é de essencial valia é estar perto de Deus.»Faith on Trial, p. 117,18.
Loyd-Jones


A VIDA DE ALEGRIA - LIVRO EM PORTUGUÊS


    AS DIMENSÕES DA ESPIRITUALIDADE

    REFORMADA - LIVRO EM PORTUGUÊS
Deus não pára para consultar-nos.
D. Martyn Lloyd-Jones


O diabo pode dirigi-lo de forma extraordinária... Há poderes que podem simular quase todas as coisas na vida cristã.
D. Martyn Lloyd-Jones


Se fosse possível colocar o Espírito Santo num livro de farmacologia, eu o colocaria junto aos estimulantes, pois é ali que ele deve estar.
D. Martyn Lloid-Jones


Nunca nos esqueçamos de que a mensagem da Bíblia dirige-se em especial à mente, ao entendimento.
D. Martyn Lloyd-Jones


Tudo é pela graça na vida cristã, do início ao fim.
D. Martyn Lloyd-Jones


A chave para a história do mundo é o reino de Deus.
D. Martyn Lloyd-Jones


Algumas vezes penso que a própria essência de toda a posição cristã e o segredo de uma vida espiritual de êxito estão em reconhecer apenas duas coisas: preciso ter confiança completa e absoluta em Deus e nenhuma confiança em mim mesmo.
D. Martyn Lloyd-Jones


A humildade está entre as principais de todas as virtudes cristãs; ela é a marca registrada do filho de Deus.
D. Martyn Lloyd-Jones


O fato de colocar todos os cadáveres eclesiásticos em um só cemitério não provoca uma ressurreição.
D. Martyn Lloyd-Jones


A coisa mais difícil do mundo é tornar-se pobre de espírito.
D. Martyn Lloyd-Jones


Precisamos viajar menos de avião a jato, de um congresso para outro... porém de mais orações de joelhos, rogando a Deus que tenha misericórdia de nós, mais clamor a Deus para que se levante e disperse seus inimigos e se torne conhecido.
D. Martyn Lloyd-Jones


Não há nada que diga a verdade a nosso respeito como cristãos tanto quanto nossa vida de oração.
D. Martyn Lloyd-Jones


Se realmente conhecemos a Cristo como nosso Salvador, os nossos corações são quebrantados, não podem ser duros, e não podemos negar o perdão.
D. Martyn Lloyd-Jones


Para mim, a obra de pregar é o mais elevado, o maior e o mais glorioso chamado que alguém pode receber.
D. Martyn Lloyd-Jones


O homem só deve entrar no ministério cristão se não conseguir ficar fora dele.
D. Martyn Lloyd-Jones




Certamente a essência da sabedoria está em, antes de começarmos a agir ou de tentar agradar a Deus, descobrir o que Deus tem a dizer sobre o assunto.
D. Martyn Lloyd-Jones


O problema de grande parte do ensino sobre santidade é que ele deixa de fora o Sermão da Montanha e nos pede que experimentemos a santificação. Esse não é o método bíblico.
D. Martyn Lloyd-Jones


O desviado é um homem que, por causa da relação que teve com Deus, nunca pode desfrutar bem qualquer outra coisa.
D. Martyn Lloyd-Jones