9 de agosto de 2011

Moody Por que Deus usou tanto esse homem?






D.L. Moody foi um homem comum usado de forma incomum pelas mãos do Deus poderoso. Como isso aconteceu? Porque Moody foi tão usado por Deus?


R A Torres, o famoso pregador canadense nos dá sete boas razões em sua preciosa biografia deste gigante da fé:

1. Um homem totalmente rendido a Cristo
Quem conheceu o “apóstolo de Chicago” sabia que ele não tinha objetivos e alvos a parte do evangelho de Cristo. O coração do Pai encheu o coração de Moody. Não somente mais um bom servo a cooperar com Deus e ter paralelamente a sua agenda pessoal. Mais sim um verdadeiro israelita em total e plena submissão ao vontade do Senhor.

2. Um homem de oração
Uma fé prática em Deus alimentava a vida de oração de nosso herói da fé. “Ele foi um homem que enfrentou todas as suas dificuldades em seu caminho através da oração” . Pouco ele atentava para opiniões de homens, mas buscava sempre e constantemente no Senhor as respostas para as questões da vida diária.

3. Um profundo e prático estudante da bíblia
Toda manhã, Moody se trancava em seu quarto para ficar a sós com Deus e meditar em sua palavra. Ele jamais trocava esse tempo por outra coisa qualquer.

4. Um homem humilde
Moody era plenamente convencido de sua inaptidão para pregar a palavra. Ele era um sapateiro de origem muito humilde e tinha certeza que humanamente falando não tinha a mínima condição para ser um pregador do evangelho. Essa convicção o aproximava ainda mais do Senhor e fez com que ele desenvolvesse a mentalidade de colocar os outros em primeiro lugar e ele em segundo.

5. Seu inquestionável desapego pela questão financeira
Milhões de dólares passaram pelas mãos de Moody e isso nunca subiu em sua cabeça, como o próprio Torres que chegou a trabalhar com ele falou: “Ele amava juntar dinheiro para o trabalho do Senhor, porém se recusava a juntar dinheiro para si próprio.”

6. Sua paixão consumidora pela salvação dos perdidos
Desde que se converteu, Moody, estabeleceu em seu coração não passar um só dia sem pregar o evangelhio pelo menos para uma pessoa. As vezes, lembrando desde seu voto, levantava de seu leito e saia a noite pelas ruas e Chicago para encontrar pelo menos uma pessoa a qual pudesse falar de Jesus.

7. Sua arrebatadora unção
“No início de sua vida como pregador ele tinha muita vontade de trabalhar para o Senhor Jesus, mas não tinha poder do alto” ,descreveu Torres sobre nosso irmão. “Ele trabalhava muito, ainda que na carne mas sem grandes resultados. Isso mudou tremendamente depois de muita insistência com Deus para receber o poder do Espírito Santo. Depois que o Espírito veio sobre ele foi como que comportas de uma represa se abrissem e muitas águas passassem acorrer através da vida desse homem.

Qual dessas qualidades da graça de Deus na vida de Moody mais você admirou? Se você quizer saber mais leia o livro “Porque Deus usou Moody” por R A Torres.





Moody e seus órfãos de Chicago