9 de agosto de 2011

Uncle Bud Robinson, das montanhas do Tenesse para as tendas de avivamento



"Oh Senhor dá-me resistência igual uma tora de madeira, costelas como as vigas debaixo do assoalho, ponha sapatos de ferro em mim e roupas como que galvanizadas, dá-me pele de rinoceronte e um vagão de trem cheio de determinação até as profundezas de minha alma e ajude-me a assinar o contrato de luta contra satanás até onde eu tiver forças e deixe-me esmurrá-lo até onde eu tiver punhos e mordê-lo enquanto eu tiver dentes e mastigá-lo até até o meu último suspiro aqui na terra. Tudo isto eu peço em nome de jesus, amém!

Todos os dias, nosso herói das montanhas orava desta maneira, muitos o ridicularizavam ou achavam falta de respeito mas para ele, isto lhe dava força para o combate, pois era desta maneira que ele via a vida cristã: como um combate. E Deus ouvia sua singela oração, pois nas montanhas do interior dos EUA, este amado irmãos levou milhares aos pés de Cristo Jesus.

Ele nunca foi pastor de igreja alguma. Também era iletrado e quase analfabeto e seu jeito de ser era bem esquisito, diferente das outras pessoas, mas é exatamente por esses comprotamentos que ele foi amado pelo povo e pela igreja do Senhor. Eles chamavam ele: Tio Bud. E assim era ele: Genuíno, sempre de bem com a vida, amigo e companheiro de todos, mas em seu estilo de vida, fazia clara distinção entre o certo e o errado, o santo e o profano.

Provavelmente, sua principal característica era o seu grande e constante humor. Ele falava com simplicidade e criatividade quase divinas, para nào dizer celestiais, era incomparável em seu estilo de evangelismo e por onde ele andava, multidões paravam para ouví-lo. Seu jeito de homem das montanhas, cativavam o povo, a ponto de ele se tornar conhecido até mesmo em outros Países e na Europa. Foi evangelista, escritor e humorista, escreveu 15 livros.

Ele nasceu em uma cabana, nas montanhas do Tenesse, sua família era muito pobre e cresceu junto com seus 12 irmãos. Não foi a escola e teve que trabalhar duro deste cedo. Quando ele tinha doze anos seu pai morreu e sua mãe mudou para o Texas, onde Bud foi trabalhar em uma fazenda e se atirou na louca vida de um cowboy texano: bares, tequila, festas e noitadas. Ele era conhecido como o durão entre os cowboys. Com vinte anos ele foi a um evangelismo de tenda e em um de seus bolsos tinha uma pistola e em outro um baralho, mas Deus falou com ele e depois de muita luta, entregou sua vida para Jesus. Logo que o evangelismo terminou, ele jogou sua pistola, queimou o baralho e correu para debaixo de um vagão onde deitou e clamou a Deus de todo o seu coraçào. Ali mesmo Deus fez dele um pregador do evangelho. No outro dia ele foi a uma igreja metodista próximo de sua casa onde foi batizado. Logo em seguida iniciou a escola dominical, mas logo pensou em desistir, pois nào sabia ler, mas ali na igreja convenceram ele a nào parar

Antes de completar um ano de sua conversào ele já tinha levado 300 pessoas a Cristo.
Uncle Bud ajudou muito o início da igreja do Nazareno e exército da salvação, e a Universidade Peniel d oTexas, viajando por todo País pregando em igrejas, acampamentos, retiros, encontros de avivamento e cruzadas evangelisticas.
Uncle Bud nunca foi um intelectual, mas ainda hoje é considerado um dos maiores evangelistas dos Estados Unidos. 

No dia de sua morte, este foi o artigo que saiu em um grande jornal:
“Um evangelista que pregou mais de 30.000 sermões e ganhou mais de 200.000 para Jesus Rev. Reubem “Uncle Bud” Robinson, is dead today( está morto hoje). O décimo terceiro filho de uma pobre família das montanhas do Tenesse, que tinha dificuldade para falar, não sabia escrever e nem soletrar seu próprio nome, quando se converteu aos vinte anos. Mas, com a ajuda do Senhor, ele venceu todos esses gigantes e iniciou seu espetacular ministério, o qual pregava por ano mais de 500 sermões e esteve no decorrer de sua vida em mais de setenta denominações. Morreu com oitenta e dois anos de idade e apenar de anlfabeto na juventude venderam os seus livros mais de 500.000 cópias.”

“Deus fêz correr um rio através de meu coração”


Robinson, Bud

"O homem que está satisfeito com o mundo é um homem sem Deus. O homem que tem a Deus não precisa mais do mundo " The man that is satisfied with the world is without God. The man that has God doesn’t need the world. - Sunshine and Smiles, (unknown printer/date; reprint, Noblesville, IN: J. Edwin Newby, 1976), 89.

THE HOLY MOUNTAINS Uncle Bud