Marcadores

Igrejas e Ministérios (134) GRANDES PREGADORES E AVIVALISTAS (40) HERÓIS DE NOSSA ÉPOCA (24) MISSIONÁRIOS QUE MUDARAM NAÇÕES (23) MULHERES DE FÉ (23) MESTRES DA IGREJA (20) EVANGELISTAS E MISSIONÁRIOS (17) GIGANTES DA FÉ (17) PRESBITERIANOS INESQUECÍVEIS (17) BATISTAS FAMOSOS (13) ESCRITORES E PENSADORES (12) REFORMADORES DA IGREJA (10) ANTIGOS METODISTAS (9) FILMES QUE TOCAM O CORAÇÃO (8) O LENDÁRIO EXÉRCITO DA SALVAÇÃO (7) ENTREVISTAS " FABULOSAS" (6) Esses Cristãos Extraordinários (6) HOMENS DE ORAÇÃO (6) MISSÕES (6) OS PURITANOS (6) PIONEIROS NO BRASIL (6) 15 COISAS QUE PRECISO SABER EM TEMPOS DE GUERRA (5) A B SIMPSON (5) LUTERANOS RENOMADOS (5) O Espírito Santo (5) A inabalável Corrie Ten Boom (4) EVANGELISTAS NOTÁVEIS (4) PASTORES E PROFETAS (4) 300 Profecias sobre o Messias de Israel (3) D L MOODY ESTUDOS E SERMÕES (3) O QUE PREGAVAM OS AVIVALISTAS INGLESES DO PASSADO? (3) “Os Deveres Mútuos dos Maridos e Esposas" (3) ENFIM LIVRE Martin Luther King (2) John Wesley usando o dinheiro para nos abençoar (2) Katharina Von Bora Lutero (2) Peter Marshall - Capelão do Senado Americano (2) Robert Hall Glover Pregando sobre Intercessão Missionária (2) SPURGEON (2) Bill Machesney O VERDADEIRO FILHO DO REI (1) Bud Robinson O MONTE MORIAH Lugar de sacrifício (1) Charles Finney (1) J WILBUR CHAPMAN (1) JOHN CENNICK Evangelista Morávio (1) Patricia St. John (1) Ralph Emerson Filósofo Cristão (1) Robert Lewis Dabney (1) Robert Murray M'Cheyne (1) Robert Pearsall Smith (1)

27 de abril de 2013

HAROLD OCKENGA - FUNDADOR DOS SEMINÁRIOS FULLER E GORDON-CONWELL








Harold Ockenga  e o neo –evangelicalismo*




·      O NEO EVANGELICALISMO FOI A TENTATIVA DE CONCILIAR POSIÇÕES FUNDAMENTALISTAS COM CONCEITOS MODERNOS

Harold J. Ockenga foi instruído por um dos maiores presbiterianos fundamentalistas da história, o Dr. J. Gresham Machen. Ockenga até se separou com o Dr. Machen da tomada modernista de Princeton para o Seminário de Westminster. Ele era um amigo íntimo e colega de classe de um dos fundamentalistas mais combativos daquele tempo, o Dr. Carl McIntire.

Ockenga tornou-se um dos primeiros formandos do Seminário de Westminster. Posteriormente, Ockenga assumiu o pastorado da Igreja Congregacional da Rua do Parque, em Boston, estado de Massachusetts. Ele foi um prestigioso, dignificado e conservador pastor presbiteriano com um ministério muito bem-sucedido.

A despeito de tudo isso, o Dr. Ockenga tinha algumas questões com sua herança fundamentalista e partiu para transicionar a igreja para uma nova posição dentro da era “moderna”. Ockenga foi o fundador da Associação Nacional dos Evangélicos e, embora essa organização inicialmente incluísse fundamentalistas da antiga linha, como John R. Rice, Charles Woodbridge, Bob Jones Sr., e outros.

. Em 1948, ele detalhou os objetivos do neo-evangelicalismo:

  • Os neo-evangélicos enfocariam as questões sociais que os fundamentalistas evitavam.
  • Os neo-evangélicos incluiriam com a salvação uma “filosofia social”.
  • Os neo-evangélicos “não investigariam as personalidades que adotam ou defendem o erro”.
  • O cristão não deve ser obscurantista em questões científicas como a Criação, a idade do homem, a universalidade do Dilúvio, e outras questões bíblicas discutíveis.
  • As questões intelectuais devem ser respondidas dentro da estrutura do aprendizado moderno e deve haver liberdade nas áreas menos importantes.

Além disso, Ockenga designou e promoveu especificamente quatro agências para o avanço do neo-evangelicalismo:


  • A Associação Nacional dos Evangélicos,
  • O Seminário Teológico Fuller,
  • A revista Christianity Today e
  • Evangelismo de massas encabeçado pelos Ministérios Billy Graham. (4)

Por volta de 1956, a lista de credenciais de Ockenga atingiu proporções que poderiam facilmente ser descritas como incríveis.

  • O “pai” do neo-evangelicalismo.
  • Primeiro presidente da Associação Nacional dos Evangélicos.
  • Pastor da Igreja Congregacional da Rua do Parque.
  • Primeiro presidente do Seminário Teológico Fuller.
  • Presidente da junta da revista Christianity Today.
  • Presidente da Escola Teológica Gordon-Conwell.
  • Diretor da Associação Evangelística Billy Graham. (5).

Essencialmente, Ockenga foi um dos primeiros a propor que os cristãos conservadores e fundamentalmente ortodoxos adotassem certos aspectos da cultura popular. (Neste caso, esses aspectos eram aqueles da extremidade mais elevada da cultura popular os atributos intelectuais, científicos e eclesiásticos da “camada superior” da sociedade).

 A base dessa posição originou-se como uma reação contra o fundamentalismo militante e “atrasado”. Ele e seus cúmplices sentiam que a militância fundamentalista era ofensiva demais, e os indivíduos intelectualmente mais astutos afastavam-se do evangelho, em vez de serem atraídos a Cristo devido à falta de intelectualismo no fundamentalismo. Como reação a essa questão, a estratégia da infiltração incluía uma visão menos dogmática das doutrinas “não-essenciais”, como a Criação recente e a inerrância das Escrituras. Como resultado da influência de Ockenga, os neo-evangélicos responderam ao sedutor chamado para o intelectualismo e o relativismo cultural.

Em resumo:

  • Harold J. Ockenga e seus aliados criaram um movimento que retinha fundamentos de ortodoxia conservadora e itens do modernismo teológico que não feriam os fundamentos apostóloicos.
  • Ockenga e seus seguidores expressavam uma  crítica pelo fundamentalismo e buscavam uma síntese com a teologia moderna.
  • A “estratégia da infiltração” nas camadas sociais como forma de alcançar os perdidos para o evangelho.

 

  • Os pontos acima formaram os conceitos fundamentais da Religião Orientada Para Resultados, pois os pastores que vieram  a seguir não beberam das águas límpidas que Ockenga bebeu e não conseguiram ser como ele foi, modernos no que é preciso e conservador no que é necessário  e continuaram a intelectualizar a igreja esquecendo de princípios antigos vitais, que fizeram a igreja perseverar por mais de 2.000 anos.